Seleccione Edição
Login

Di Stéfano, em coma depois de sofrer um infarto

O legendário futebolista, presidente de honra do Real Madrid, sofreu outra parada cardíaca em 2013

Di Stéfano, em uma imagem de arquivo. Ampliar foto
Di Stéfano, em uma imagem de arquivo. EFE

O legendário jogador do Real Madrid, Alfredo Di Stéfano, que ontem fez 88 anos, foi internado esta tarde em estado grave na unidade de tratamento intensivo (UTI) do hospital Gregorio Marañón, em Madri. O esportista, cuja saúde piorou nos últimos meses, sofreu uma parada cardiorrespiratória, que se repetiu durante seu translado em ambulância, segundo fontes do hospital.

Segundo informou uma porta-voz do serviço de emergências de Madri, em torno das cinco da tarde de hoje, Di Stéfano se encontrou mal e se sentou em uma cadeira de rodas. Estava almoçando com sua família e acabava de sair de um restaurante da zona central da cidade, em frente ao número 9 da rua de Juan Ramón Jiménez, bem próximo ao estádio Santiago Bernabéu. Quando chegaram os enfermeiros de uma unidade móvel do Serviço Municipal de Ambulâncias e Resgate, o presidente de honra do Real Madrid havia sofrido uma parada cardiorrespiratória. Tentaram reanimá-lo durante 18 minutos até conseguir.

O ex-jogador foi imediatamente entubado e o serviço de urgências do hospital Gregorio Marañón deu um prognóstico grave. Um porta-voz deste centro confirmou, depois de consultar a família de Di Stéfano, que o madridista está internado na Unidade do Coração do hospital "em coma" e que seus familiares e médicos estão pendentes de como evoluirá nas próximas horas. O centro não elaborou, até o momento, nenhum parecer médico aos meios de comunicação, por desejo expresso de seus familiares.

Há pouco mais de um mês, Di Stéfano foi internado sete vezes por motivos similares, mas não tão graves como nesta ocasião. Desde 2005 usava um marca-passo, que recebeu depois de sofrer um infarto agudo do miocárdio quando estava em Valência, na Espanha. Há pouco mais de um ano teve outro infarto.