Seleccione Edição
Login

Quinto dia de greve dos metroviários em São Paulo

A cidade, colapsada, tem pontos de trânsito intenso em todas as zonas. A polícia entrou em choque com alguns manifestantes, na estação Ana Rosa de metrô

  • Um homem conversa com os policiais, dentro da estação Ana Rosa de metrô, linhas azul e verde, durante o quinto dia de protesto dos metroviários em São Paulo. A greve foi considerada ilegal e a multa prevista é de 500.000 reais por dia.
    1Um homem conversa com os policiais, dentro da estação Ana Rosa de metrô, linhas azul e verde, durante o quinto dia de protesto dos metroviários em São Paulo. A greve foi considerada ilegal e a multa prevista é de 500.000 reais por dia. REUTERS
  • Trabalhadores do metrô em greve junto a membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e organizações sindicais, no centro de São Paulo.
    2Trabalhadores do metrô em greve junto a membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e organizações sindicais, no centro de São Paulo. AFP
  • Policiais se mantêm atrás dos portões fechados em uma das entradas da estação Ana Rosa do metrô de São Paulo.
    3Policiais se mantêm atrás dos portões fechados em uma das entradas da estação Ana Rosa do metrô de São Paulo. REUTERS
  • Menino com a bandeira do Brasil amarrada do pescoço passa em frente aos policiais, no centro de São Paulo. A greve dos metroviários, em seu quinto dia, conta com o apoio do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e de outros sindicatos.
    4Menino com a bandeira do Brasil amarrada do pescoço passa em frente aos policiais, no centro de São Paulo. A greve dos metroviários, em seu quinto dia, conta com o apoio do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e de outros sindicatos. AFP
  • Um homem tenta conversar com um policial na estação de metrô Ana Rosa, no quinto dia de greve dos metroviários
    5Um homem tenta conversar com um policial na estação de metrô Ana Rosa, no quinto dia de greve dos metroviários REUTERS
  • Enormes filas no corredor de transferência entre a linha 4, amarela, que não aderiu à greve, e a linha verde, que tinha algumas estações fechadas.
    6Enormes filas no corredor de transferência entre a linha 4, amarela, que não aderiu à greve, e a linha verde, que tinha algumas estações fechadas. Getty Images
  • Uma mulher com a filha passa em frente a um bloqueio policial durante o quinto dia de greve dos metroviários em São Paulo, que coincidiu com uma manifestação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o MTST, no centro da cidade.
    7Uma mulher com a filha passa em frente a um bloqueio policial durante o quinto dia de greve dos metroviários em São Paulo, que coincidiu com uma manifestação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, o MTST, no centro da cidade. AFP
  • Sem metrô, usuários optam pelo ônibus e aumentam as filas para conseguir chegar ao trabalho durante a manhã deste quinto dia de greve dos metroviários.
    8Sem metrô, usuários optam pelo ônibus e aumentam as filas para conseguir chegar ao trabalho durante a manhã deste quinto dia de greve dos metroviários. Getty Images
  • Aglomeração de passageiros na estação Luz, de metrô e trem, no centro de São Paulo.
    9Aglomeração de passageiros na estação Luz, de metrô e trem, no centro de São Paulo. Getty Images
  • Ao amanhecer, alguns trabalhadores do metrô e manifestantes que apoiam a greve, já em seu quinto dia, protestavam em frente à estação de metrô Ana Rosa, em São Paulo.
    10Ao amanhecer, alguns trabalhadores do metrô e manifestantes que apoiam a greve, já em seu quinto dia, protestavam em frente à estação de metrô Ana Rosa, em São Paulo. AFP
  • Tráfico intenso esta manhã durante o quinto dia de greve dos metroviários, em São Paulo.
    11Tráfico intenso esta manhã durante o quinto dia de greve dos metroviários, em São Paulo. AFP
  • Manifestantes correm das bombas de gás lacrimogêneo lançadas no quinto dia de greve dos metroviários
    12Manifestantes correm das bombas de gás lacrimogêneo lançadas no quinto dia de greve dos metroviários REUTERS