A Apple recebe a sua nova diretora de varejo com 151 milhões de reais em ações

A executiva Angela Ahrendts terá direito a receber 113.334 títulos em quatro anos

Angela Ahrendts era a executiva mais bem paga do Reino Unido antes de deixar a Burberry para trabalhar na Apple. Agora, multiplicará seus ganhos. A diretora comunicou ontem à Comissão de Mercado de Valores dos Estados Unidos (SEC, nas siglas em inglês) a atribuição de 113.334 ações da companhia, valorizadas a preço de mercado em 68 milhões de dólares (cerca de 151 milhões de reais).

A fabricante do iPhone e do iPad anunciou o contrato de Ahrendts em outubro de 2013 como responsável pelo setor varejista, isto é, para dirigir a Apple Store e a loja on-line. Ela é a única mulher entre os principais executivos da companhia fundada por Steve Jobs.

A Apple, a companhia mais valiosa na Bolsa, é também uma das que melhor paga seus executivos. Seu conselheiro, Timothy Cook, recebeu uma retribuição em ações de 376 milhões de dólares em 2011. Seu diretor financeiro, Peter Oppenheimer, recebeu a sua no valor de 66 milhões em 2012. Eduardo Cue, um dos máximos responsáveis tecnológicos da companhia, recebeu 52 milhões de dólares em ações em 2011 e outros 48 milhões em 2012. O chefe de operações, Jeffrey Williams, teve 66 milhões de dólares em títulos também em 2012, sempre segundo os documentos registrados na SEC. Agora será a vez de Angela Ahrendts.

Os pacotes de títulos atribuídos dão direito a receber as ações em diferentes prazos, não todas de uma só vez, e de acordo com determinadas condições, que variam a cada caso. A Apple trata de premiar e reter os seus executivos com essas retribuições astronômicas em ações.

No caso de Ahrendts, as ações que serão entregues estão em parte sujeitas à evolução da companhia e serão liquidadas a partir deste ano até junho de 2028. A primeira entrega efetiva, de ações valorizadas em cerca de 10 milhões de dólares, está prevista para o próximo dia 1 de junho.

O mais visto em ...Top 50