Peaches Geldof morreu de overdose de heroína

Segundo a polícia, a modelo e apresentadora, de 25 anos, foi vítima da droga Ela assegurava que havia deixado a droga quando engravidou

Peaches Geldof, que morreu aos 25 anos.
Peaches Geldof, que morreu aos 25 anos.Bauer-Griffin (GC Images)

A polícia confirmou: Peaches Geldof morreu de uma overdose de heroína. Logo no início da tarde desta quinta-feira, a polícia de Kent divulgou que os resultados de uma análise toxicológica revelaram que a apresentadora e modelo havia consumido essa substância e que “provavelmente” a droga teve relação com a sua morte. A primeira autópsia não pôde esclarecer as causas da sua morte e foi solicitada uma segunda. A investigação completa para estabelecer o que aconteceu nas horas anteriores foi postergada até o dia 23 de julho. Nenhum membro de sua família foi visto no tribunal e por ora os Geldof preferiram não fazer declarações sobre o caso. Peaches admitiu que consumia drogas no passado, mas o acidente a pegou de surpresa. Pessoas mais próximas asseguravam que Peaches tinha se desintoxicado quando engravidara.

A filha do músico e ativista irlandês Bob Geldof foi encontrada morta no dia 7 de abril em sua casa no condado de Kent, a sudeste de Londres. A colunista, modelo e apresentadora de 25 anos estava em casa cuidando do filho de 11 meses. Seu marido, o músico Thomas Cohen, passava a noite fora com o filho maior e ficou alarmado quando não conseguiu fazer contato com ela. Foi até a sua casa, achando que a encontraria dormindo; quando entrou na residência chamou os serviços de emergência que já não puderam fazer mais nada. A polícia não encontrou provas de que ela havia consumido drogas, o que levou a especulação de que alguém retirou as substâncias de casa antes da polícia chegar. Sua morte não foi considerada suspeita.

O funeral de Peaches ocorreu na mesma igreja onde, em 2000, a família se despediu de sua mãe Paula Yates e onde a filha do meio de Geldof se casou com Thomas Cohen. Sarah Ferguson, Kate Moss e o ex-baixista dos Rolling Stones Billy Wyman estiveram entre os convidados. Peaches teve dois filhos com Cohen: Astala de quase dois anos e Phaedra de quase em um ano.

Em sua última entrevista, publicada no jornal The Sunday Times, ela chegou a falar sobre o poder curativo que a maternidade exercia nela. “Antes, eu não estava em paz comigo mesma. Estava traumatizada, e por essa razão tinha uma vida caótica. Agora tenho filhos e estou sã”, declarou. No mesmo artigo falou de sua relação com sua mãe: “Há muitos paralelismos entre nós. Somos tão parecidas, que sento que ela vive através de mim. Agora entendo tudo”. A semelhança com a morte de Paula Yates, que também foi encontrada junto a sua filha pequena, tem comovido o Reino Unido, onde os Geldof são muito conhecidos há anos. A última imagem que Peaches publicou nas redes sociais foi uma foto da infância junto com sua mãe.