Twitter perde tanto quanto ganha

A rede perdeu 645 milhões de dólares e suas receitas trimestrais foram de 665 milhões

sede de Twitter em San Francisco, Califórnia (EUA)
sede de Twitter em San Francisco, Califórnia (EUA)JUSTIN SULLIVAN (AFP)

Primeiros resultados trimestrais do Twitter desde que é uma empresa com ações em Bolsa e uma pergunta por responder: Está sobrevalorizada? Pela reação inicial de Wall Street ao digerir os dados, parece que sim. O microblogue encerrou o exercício com um volume de negócios de 665 milhões de dólares (1,6 milhão de reais). Isso representa um incremento de 110% em relação a 2012. No entanto, a empresa perdeu 645 milhões de dólares (1,55 milhão de reais), ou seja, quase tudo o que entrou. O negativo disparou em relação aos 34 milhões do exercício anterior. Depois de publicar suas contas, suas ações despencaram.

Nos primeiros minutos depois da publicação dos resultados, as ações subiram 7%. No entanto, em seguida passaram ao negativo até caírem 13% porque o Twitter não atingiu as metas em número de usuários ativos, que agora são 241 milhões. Isso representa um aumento de 30% no ano, mas somente 4% entre trimestres. Essa freada é precisamente o que alerta os analistas. Desse total, 182 milhões acessaram o serviço por meio de dispositivos móveis – neste caso, 37% mais do que em 2012.

O Twitter estreou na Bolsa de Nova York há três meses. O preço de lançamento da ação foi fixado em 26 dólares. No primeiro dia as ações da plataforma de mensagens dobraram de valor. Antes de publicar os últimos resultados elas passaram a 66 dólares a unidade (cerca de 158 reais), embora o preço máximo pago tenha chegado a encostar nos 75 dólares há alguns dias. Depois da publicação do balanço anual, ficou abaixo dos 60 dólares.

Agora o Twitter terá de provar aos investidores que é uma empresa que não apenas cresce, mas também pode gerar dividendos de um modo sustentável. Dick Costolo, o CEO da empresa, avalia, porém, que a pontocom encerrou o ano com um sólido rendimento. Ele atribui as perdas às medidas que está implementando para continuar ampliando o serviço e melhorar as condições para os usuários

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS