José Emilio Pacheco está hospitalizado

O poeta mexicano, ganhador do Prêmio Cervantes 2009, foi internado às pressas em um hospital da Cidade do México

O poeta e escritor mexicano José Emilio Pacheco.
O poeta e escritor mexicano José Emilio Pacheco.EFE

O poeta José Emilio Pacheco (Cidade do México, 1939) foi hospitalizado neste sábado, segundo informou o Instituto Nacional de Belas Artes. O ganhador do Prêmio Cervantes 2009 foi internado às pressas no Instituto Nacional de Ciências Médicas e Nutrição Salvador Zubirán.

Neste domingo pela manhã, sua filha Laura Emilia Pacheco, também escritora, explicou ao diário local Reforma que seu pai passara a noite estável e que ao longo deste domingo darão detalhes mais precisos da situação.

Em um primeiro momento, durante o sábado, seus parentes atribuíram o motivo da internação a uma pancada na cabeça, mas ao longo da tarde de ontem o editor das revista Letras Livres, Fernando García Ramírez, assinalava que tal acidente não existiu. "Não, não foi uma queda. Ele simplesmente dormiu e não acordou", assegurou em declarações publicadas pela imprensa mexicana.

Ganhador do prêmio Reina Sofia de poesia ibero-americana em 2009, Pacheco é um dos autores mexicanos vivos mais prestigiados. É um dos cinco escritores de seu país que ganharam o Prêmio Cervantes. Os outros foram Octavio Paz, Sérgio Pitol, Carlos Fuentes e neste ano, Elena Poniatowska. No dia em que soube da notícia do prêmio, não consegui comer até o final da tarde, devido aos numerosos telefonemas que recebeu.

Considerado representante da chamada Geração dos anos cinquenta, na qual se inclui também autores como Carlos Monsiváis, Salvador Elizondo ou Sérgio Pitol, Pacheco abarcou diferentes gêneros (colunas na imprensa, ensaios, romances -Morrerá longe ou As batalhas no deserto-, contos infantis...) mas sua área principal foi a poesia. O volume Tarde ou cedo, editado pelo mexicano Fundo de Cultura Econômica, compila sua obra poética de 1958 ao ano 2000.