FUTEBOL INTERNACIONAL | FRANÇA

A Colômbia perde o artilheiro Falcão García para a Copa do Mundo do Brasil

O atacante do Mônaco sofreu uma torção no joelho esquerdo durante um jogo da Copa francesa e inquieta a Colômbia

Falcão García, no momento de sua lesão.
Falcão García, no momento de sua lesão.Philippe Merle (EFE)

O atacante Radamel Falcão García, que se machucou ontem à noite durante uma partida da Copa francesa com o Mônaco, sofreu uma lesão no ligamento anterior cruzado de sua perna esquerda que lhe impedirá jogar a próxima Copa do Mundo com a Colômbia. As confirmação foi feita hoje para a agência Efe o cirurgião luso José Carlos Noronha, especialista de prestígio ao que foi o jogador para avaliar o alcance da lesão.

Os exames médicos confirmam a gravidade da lesão sofrida por Falcão, que viajou hoje ao Porto (em Portugal) para se submeter ao diagnóstico. O atacante colombiano, de 27 anos, deslocou-se esta manhã em avião de Mônaco até a cidade portuguesa para ver Noronha, considerado um dos maiores especialistas mundiais em lesões de ligamento cruzado. De fato, o cirurgião tratou outras figuras do futebol internacional como Pepe, Arjen Robben, Ashley Cole, Lucho González ou Ricardo Carvalho, entre outros, e publicou há quatro meses um livro sobre sua experiência nesta matéria.

O atleta colombiano sofreu esta lesão no encontro da Copa francesa disputado ontem contra o Chasselay, da Terceira divisão francesa. O ex-jogador do Atlético de Madri e atleta da seleção colombiana, que anotou o primeiro gol do Mônaco, se machucou no minuto 41, quando levou uma entrada na área o defensor Ertek. Falcão foi substituído no intervalo.

Os testes realizados hoje confirmam os piores prognósticos, já que o futebolista abandonou o campo com visíveis gestos de dor. A lesão de ligamento que sofreu deve inclusive afastá-lo da Copa do Mundo do Brasil, já que o tempo de recuperação se estima em "aproximadamente" seis meses, de acordo com o cirurgião José Carlos Noronha. A disputa futebolística acontecerá no Brasil entre 12 de junho e 13 de julho. A seleção da Colômbia, cabeça de chave do grupo C, terá como adversários a Grécia, Japão e Costa de Marfim.