Invepar vence o quinto e último leilão de rodovias do ano com deságio de 61%

Esse foi o maior desconto oferecido em todos os leilões de 2013 Empresa vai controlar a estrada pelas próximas três décadas

O Grupo Invepar venceu o último leilão do ano, realizado pelo Governo Federal, para concessão do trecho da BR-040, com 936,8 quilômetros de extensão, que liga Brasília à cidade de Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais, região sudeste do Brasil.

Oito grupos estavam interessados na rodovia, sendo três consórcios e cinco empresas que entraram sozinhas na disputa. O Invepar ofereceu um deságio de 61,13%, o que significa, em outras palavras,o tamanho do desconto oferecido em cima do valor máximo do pedágio da rodovia, que era de 8,30 reais. Com o abatimento, a tarifa do pedágio, a cada 100 quilômetros, ficou no valor de 3,22 reais nessa rodovia.

O investimento na BR-040 feito pela companhia será de 6,6 bilhões de reais, sendo que 4,4 bilhões de reais serão investidos nos primeiros cinco anos. O grupo vencedor tem direito à concessão pelos próximos 30 anos. Segundo a companhia, a previsão é de que, dos 936 quilômetros de extensão, 702 quilômetros sejam duplicados nos próximos cinco anos

Esse foi o quinto e último leilão de rodovias no país neste ano, e o Governo ainda vai avaliar se fará novas parcerias público-privadas no ano que vem. Ou seja, as empresas que não venceram nenhuma das cinco disputas, podem ter perdido a chance de administrar alguma rodovia brasileira. No hall de leilões de rodovias deste ano, essa foi a primeira vitória da Invepar. No ano passado, o grupo arrematou o controle do aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, em parceria com a Airport Company South Africa. Com a nova concessão, a companhia passa a administrar 1.963,8 quilômetros de rodovias e vias urbanas do Brasil e do Peru.

Competição

Nos últimos quatro leilões de rodovias, os percentuais de deságio foram de 52% na BR-163 (no Estado do Mato Grosso), na BR-060 (no Estado do Mato Grosso do Sul), na BR-153 (que liga, de ponta a ponta do país, o Estado do Pará, no norte, com o Estado do Rio Grande do Sul, no Sul) e na BR-262 (que liga o Estado do Espírito Santo com o Mato Grosso do Sul); 52,7% na BR-163 (que também liga o Estado do Pará com o Estado do Rio Grande do Sul); e de 42% na BR-050 (que liga Brasília ao litoral sul de São Paulo, a cidade de Santos).

O leilão da BR-040, deveria ter ocorrido em janeiro, mas foi adiado a pedido das empresas interessadas na disputa. Após reavaliações, o governo publicou um novo edital no fim de novembro, alterando a tarifa máxima do pedágio de 3,34 reais para 8,30 reais, o que aumentou a possibilidade de maiores deságios, como foi o caso da proposta feita pelo Invepar.

Os leilões de rodovias fazem parte do plano do governo da presidenta Dilma Rousseff de melhorar a infraestrutura logística do País. A iniciativa também inclui a concessão de aeroportos, ferrovias e portos.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete