Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Casa de LeBron James é atacada com pichação racista

Mansão do astro do basquete em Los Angeles amanheceu com a palavra “negro” pintada na porta

LeBron James pichação racista
LeBron James, em 25 de maio, em Boston. AFP

A polícia de Los Angeles atendeu nesta quarta-feira pela manhã a um chamado sobre uma pichação racista na porta de uma mansão que é propriedade do astro da NBA LeBron James. A casa que o jogador de basquete possui em Brentwood, uma das áreas mais exclusivas da cidade, amanheceu com a palavra “negro” (em sua versão mais ofensiva em inglês) pintada na porta de entrada.

Às 6h44 da manhã, hora local, a polícia foi até a mansão de James, segundo confirmou a corporação à NBC. Quando chegou, a pichação tinha sido apagada. A investigação se concentrará em revisar todas as fontes de vídeo que houver ao redor do local para tentar identificar os vândalos. O primeiro a informar o incidente foi o portal TMZ, com sede na cidade e especializado em notícias de celebridades de várias áreas.

O site informou que o jogador não se encontrava na casa no momento do incidente. James joga no Cleveland Cavaleirs (Ohio) e fica pouco tempo em sua mansão de Brentwood, segundo o TMZ.

O astro do Cavaliers se prepara para a primeira partida da final da NBA, nesta quinta-feira, contra o Golden State Warriors, de Oakland, Califórnia. James é o maior astro da NBA na atualidade e nesta temporada garantiu um lugar na história da competição. Na quinta partida da Conferência Leste contra o Boston Celtics, em 25 de maio, marcou 35 pontos e bateu o recorde de anotações nas finais, até então em posse de Michael Jordan, com 5.995 pontos.

MAIS INFORMAÇÕES