Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Theresa May convoca eleições antecipadas para 8 de junho no Reino Unido

Primeira-ministra britânica diz que as urnas permitirão enfrentar com mais força as negociações de saída da UE

Theresa May convoca eleições no Reino Unido
Theresa May, durante pronunciamento, nesta terça-feira.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, convocou nesta segunda-feira eleições antecipadas no Reino Unido para o próximo 8 de junho. “Cheguei à conclusão de que a única maneira de garantir estabilidade e segurança para os próximos anos é convocar esta eleição antecipada”, declarou May à imprensa em frente ao número 10 da Downing Street, residência dos chefes de Governo britânicos. “Necessitamos uma eleição geral, e a necessitamos agora”, afirmou a primeira-ministra, que precisará de aprovação parlamentar para poder convocá-la. As eleições no Reino Unido acontecem a cada cinco anos, por isso as próximas estavam previstas para maio de 2020.

A chefe de Governo tory (membro do Partido Conservador) está há apenas nove meses no cargo. Sucedeu o também conservador David Cameron, que renunciou pouco depois de o eleitorado aprovar a saída do país da União Europeia, em 23 de junho. May, até então a ministra do Interior, que se apresentava como a candidata da unidade, da estabilidade e da experiência. Brexit significa Brexit”, sentenciou, eliminando qualquer dúvida sobre suas intenções na árdua tarefa que o país tinha pela frente. Na ocasião, a candidata dizia descartar a convocação de eleições antecipadas se fosse eleita primeira-ministra na votação interna dos tories.

Inevitavelmente, é comparada a Margaret Thatcher, a única mulher que foi mais poderosa que ela no Partido Conservador britânico. Mas Thatcher era uma reformista radical, e May é uma gestora. Mais próxima de outra política conservadora desideologizada com a qual também é comparada: Angela Merkel.

MAIS INFORMAÇÕES