Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Líder da Opus Dei, bispo Javier Echevarría morre aos 84 anos

Religioso será substituído interinamente por Fernando Ocáriz, segundo comunicado

Opus Dei Javier Echevarría
Javier Echevarría, prelado da Opus Dei.

O líder da instituição católica Opus Dei, Javier Echevarría, morreu na noite de segunda-feira em Roma, aos 84 anos, vítima de uma infecção pulmonar, segundo nota da prelazia. O Bispo, segundo sucessor de são Josemaría Escrivá, fundador da Opus Dei, será substituído interinamente no cargo por Fernando Ocáriz, vigário auxiliar e geral da obra, responsável por “administrar os últimos sacramentos" ao prelado falecido, segundo o comunicado da Opus Dei. O funeral será realizado nesta quinta-feira na basílica de São Eugenio, em Roma.

Echevarría, que passou 22 anos à frente da prelazia, foi hospitalizado no último dia 5 no hospital Campus Biomédico, em Roma, por causa de uma leve infecção pulmonar. Ele estava sendo tratado com antibióticos, mas apresentou complicações nas últimas horas da segunda-feira, segundo o relato da Opus Dei.

Conforme as regras dessa instituição conservadora católica, a gestão ordinária da prelazia caberá agora ao vigário auxiliar e geral, Fernando Ocáriz. Segundo esses estatutos, ele deverá convocar dentro de um mês um congresso eletivo que escolherá o novo prelado. O congresso precisa ser realizado prazo de três meses, e o escolhido terá de ser posteriormente confirmado pelo papa Francisco.

Echevarría nasceu em Madri, em 1932, e nessa mesma cidade conheceu são Josemaría, de quem foi secretário entre 1953 e 1975. Mais adiante, foi nomeado secretário-geral da Opus Dei, e em 1994 foi eleito prelado. Recebeu a ordenação episcopal pelas mãos do papa João Paulo II em 6 de janeiro de 1995, na basílica de São Pedro.

Ocáriz lamentou o falecimento: “À tristeza pela partida de um pai soma-se o agradecimento pelo carinho e o bom exemplo que nos deu nestes 22 anos como prelado”. Os bispos espanhóis manifestaram-se pelo Twitter. “Nosso pesar à Opus Dei pela morte de seu Prelado, monsenhor Javier Echevarría. Rogamos a Deus por seu eterno descanso em Cristo Ressuscitado”, diz a postagem publicada pelo secretário-geral e porta-voz da CEE, José María Gil Tamayo.

A Opus tem quase 90.000 seguidores, dos quais 2.051 são sacerdotes. Destes, 58% estão na Europa, 34% nas Américas, 4% na Ásia, 3% na África e 1% na Oceania. Na Espanha, cerca de cem colégios, a Universidade da Navarra e a escola de administração IESE têm relação com a organização.

MAIS INFORMAÇÕES