É hora de olhar a pandemia a partir do nosso lugar

As estatísticas das multidões nos oferecem um falso senso de igual vulnerabilidade ao coronavírus. As vítimas têm sexo, cor e classe

Entrada de cemitério de Guayaquil, cidade do Equador mais afetada pelo surto de coronavírus.
Entrada de cemitério de Guayaquil, cidade do Equador mais afetada pelo surto de coronavírus.Marcos Pin Mendez / GTRES

A pandemia de coronavírus chegou à América Latina e ao Caribe. É nosso dever revirar o mapa-múndi e contar as histórias a partir do nosso lugar. As cenas são de guerra e abandono. O maior cemitério da América Latina, em São Paulo, abriu centenas de covas para preparar-se para o que será uma dizimação. A imagem foi capa...