CRISE CORONAVÍRUS

Congresso dos EUA aprova novo pacote de resgate para a crise de covid-19, no valor de 900 bilhões de dólares

Na última hora, legisladores selam acordo que inclui uma nova leva de cheques aos cidadãos e ajudas a escolas, hospitais e empresas atingidos pela pandemia

O líder do Senado, o republicano Mitch McConnell, no Capitólio, neste domingo.
O líder do Senado, o republicano Mitch McConnell, no Capitólio, neste domingo.Nicholas Kamm / AP

Após meses de bloqueio — e de um frenético fim de semana de negociações — os líderes do Congresso dos Estados Unidos aprovaram, a poucas horas do fim do prazo, um novo pacote de estímulo econômico no valor de 900 bilhões de dólares (4,6 trilhões de reais, aproximadamente metade do PIB brasileiro), para ajudar famílias e empresas a enfrentarem a devastação econômica provocada pela crise do coronavírus. O pacote aprovado neste domingo, a primeira grande injeção de dinheiro público desde abril, é um dos maiores da história, embora não chegue nem à metade da verba desembolsada na lei de estímulo aprovada em março. As ajudas contempladas naquele pacote já estavam expirando, e o bloqueio no Capitólio ameaçava deixar milhões de norte-americanos sem ajuda federal.

Mais informações

O acordo chega quando os Estados Unidos sofrem mais do que nunca o flagelo da pandemia, que já cobrou mais de 317.000 vidas no país, e quando acaba de começar a grande operação de imunização, com a vacina da Pfizer sendo administrada desde a semana passada, e a da Moderna a ponto de começar nesta segunda-feira.

“Finalmente podemos informar o que a nossa nação precisava escutar há muito tempo”, afirmou na noite de domingo o senador Mitch McConnell, líder da maioria republicana. “Há mais ajuda a caminho.”

Os gastos contemplados no pacote incluem um suplemento de 300 dólares por semana (1.530 reais), somando-se ao seguro-desemprego, e uma nova remessa de cheques entregues diretamente à maioria dos norte-americanos adultos, como o que já aconteceu no primeiro semestre, mas agora com apenas 600 dólares, metade do valor daquela vez. Há também ajudas às empresas e recursos para as escolas, centros de saúde e inquilinos ameaçados de despejo.

Apoie a produção de notícias como esta. Assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$

Clique aqui

Os líderes da Câmara de Deputados informaram aos legisladores que o pacote será votado em plenário nesta segunda, e está previsto que o Senado faça o mesmo dia ainda hoje. Junto com o pacote, está previsto que se aprove um plano para manter o Governo financiado até setembro, num valor de 1,4 trilhão de dólares, que, somados aos 900 bilhões do pacote de estímulo, representariam colossais 2,3 trilhões, na última atividade legislativa relevante antes do final do ano. A dificuldade de alcançar um acordo obrigou os congressistas a aprovarem uma norma que lhes permitia evitar o fechamento governamental e continuar negociando durante todo o fim de semana. O acordo saiu horas antes de terminar o financiamento do Governo e a apenas duas semanas da posse do novo Congresso saído das urnas em 3 de novembro.


Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50