Seleccione Edição
Login

Mais de 600 queixas por anúncio que representa sangue menstrual

A agência que regula a publicidade na Austrália as rejeitou por considerar que a propaganda não viola seu código de ética

“Por que se considera inaceitável mostrar sangue menstrual? A menstruação é normal. Mostrá-la também deveria ser”. Com esta mensagem termina um anúncio da empresa Libra, fabricante de produtos de higiene feminina, veiculado na TV australiana. É a primeira vez que um spot representa o sangue menstrual com realismo na televisão da Austrália, e a agência que regula a publicidade no país recebeu centenas de queixas a respeito.

No anúncio se vê sangue simulado correndo pela perna de uma mulher enquanto ela toma banho. Vê-se também um absorvente sobre o qual é aplicado um líquido vermelho e não azul, como costuma ocorrer neste tipo de anúncio. Mais de 600 telespectadores consideraram o anúncio “inadequado”, “ofensivo” ou até “nojento”. A agência reguladora rejeitou as queixas, afirmando que a propaganda não viola seu código de ética.

MAIS INFORMAÇÕES