Seleccione Edição
Login
huracan dorian

EUA sentem efeitos de Dorian após furacão deixar centenas de desaparecidos nas Bahamas

13 fotos

Número de mortos nas ilhas caribenhas sobe para 30; nos EUA, cinco morreram e milhares estão sem energia

  • Bill Olesner caminha por rua alagada de Charleston, na Carolina do Sul. Dorian, agora uma tempestade de categoria 1 com ventos que chegam a 90 kmh, estava na manhã de sexta sobre o oceano, a cerca de 50 quilômetros ao sul de Wilmington, na Carolina do Norte, segundo o National Hurricane Center.
    1Bill Olesner caminha por rua alagada de Charleston, na Carolina do Sul. Dorian, agora uma tempestade de categoria 1 com ventos que chegam a 90 km/h, estava na manhã de sexta sobre o oceano, a cerca de 50 quilômetros ao sul de Wilmington, na Carolina do Norte, segundo o National Hurricane Center. AFP
  • Cheryl Conners olha para sua casa rodeada por água em St. Mary's, na Georgia. Cinco mortes relacionadas a tempestades foram relatadas nos EUA, incluindo mortes por acidentes ou casos médicos que aconteceram durante as preparação para a tempestade.
    2Cheryl Conners olha para sua casa rodeada por água em St. Mary's, na Georgia. Cinco mortes relacionadas a tempestades foram relatadas nos EUA, incluindo mortes por acidentes ou casos médicos que aconteceram durante as preparação para a tempestade. AP
  • Duas mulheres de Charleston colocam tapumes de madeira para proteger sua casa antes da chegada do furacão.
    3Duas mulheres de Charleston colocam tapumes de madeira para proteger sua casa antes da chegada do furacão. REUTERS
  • Voluntários das Testemunhas de Jehová esperam no aeroporto de Nassau, capital das Bahamas, para ajudar aos sobreviventes das ilhas Ábaco, zona mais afetada. Segundo autoridades do país, centenas ainda estão desaparecidos
    4Voluntários das Testemunhas de Jehová esperam no aeroporto de Nassau, capital das Bahamas, para ajudar aos sobreviventes das ilhas Ábaco, zona mais afetada. Segundo autoridades do país, centenas ainda estão desaparecidos AFP
  • Moradora de Ábaco, Roshane Eyman chora ao encontrar membros de sua igreja depois de ser resgatada e levada a Nassau; número de mortos nas ilhas subiu para 30 pessoas
    5Moradora de Ábaco, Roshane Eyman chora ao encontrar membros de sua igreja depois de ser resgatada e levada a Nassau; número de mortos nas ilhas subiu para 30 pessoas Getty Images
  • Fortes ventos e chuvas causados pelo furacão atingiram as ruas de Daytona Beach, na Flórida. A cidade escapou da rota principal de Dorian, que agora ameaça os Estados de Carolina do Sul e Carolina do Norte. Segundo empresa de energia, mais de 370 mil pessoas estão sem luz.
    6Fortes ventos e chuvas causados pelo furacão atingiram as ruas de Daytona Beach, na Flórida. A cidade escapou da rota principal de Dorian, que agora ameaça os Estados de Carolina do Sul e Carolina do Norte. Segundo empresa de energia, mais de 370 mil pessoas estão sem luz. AFP
  • Dois agentes da policial de Daytona Beach patrulham a praia enquanto as fortes ondas causadas pelo furacão atingem a costa.
    7Dois agentes da policial de Daytona Beach patrulham a praia enquanto as fortes ondas causadas pelo furacão atingem a costa. AFP
  • Um homem pesca ante a iminente chegada do furacão Dorian, em St. Mary's, Georgia.
    8Um homem pesca ante a iminente chegada do furacão Dorian, em St. Mary's, Georgia. AP
  • Membros da Guarda Costeira sobrevoam região atingida pelo furacão Dorian.
    9Membros da Guarda Costeira sobrevoam região atingida pelo furacão Dorian. Getty Images
  • Andrew Parker assiste notícias sobre o furacão Dorian em um bar de Tybee Island, na Georgia. Parker conta que passou por oito furacões em sua vida como residente na localidade.
    10Andrew Parker assiste notícias sobre o furacão Dorian em um bar de Tybee Island, na Georgia. Parker conta que passou por oito furacões em sua vida como residente na localidade. AP
  • O presidente de EUA, Donald Trump, fala com a imprensa na Casa Branca sobre o Dorian. Ele qualificou ao furacão de "errático, poderoso e lento".
    11O presidente de EUA, Donald Trump, fala com a imprensa na Casa Branca sobre o Dorian. Ele qualificou ao furacão de "errático, poderoso e lento". AP
  • Turistas observam força das ondas na costa de Ormond Beach, na Flórida.
    12Turistas observam força das ondas na costa de Ormond Beach, na Flórida. AP
  • Imagem da NASA mostra a evolução do furacão Dorian, a partir da Estação Espacial Internacional, na última quarta-feira.
    13Imagem da NASA mostra a evolução do furacão Dorian, a partir da Estação Espacial Internacional, na última quarta-feira. AFP