Seleccione Edição
Login
Mulheres do Brasil marcham em busca de igualdade

Mulheres do Brasil marcham em busca de igualdade

9 fotos

Em Brasília, Marcha das Margaridas clama em defesa aos direitos das mulheres e pelo fortalecimento da democracia, nesta quarta-feira. Caminhada foi batizada em homenagem à líder sindical Margarida Maria Alves, que foi assassinada em 1983

  • A Marcha das Margaridas, que acontece a cada quatro anos, percorreu seis quilômetros até o Congresso Nacional nesta quarta-feira. O movimento nasceu em 2000 como uma homenagem à sindicalista e defensora de direitos humanos Maria Margarida Alves.
    1A Marcha das Margaridas, que acontece a cada quatro anos, percorreu seis quilômetros até o Congresso Nacional nesta quarta-feira. O movimento nasceu em 2000 como uma homenagem à sindicalista e defensora de direitos humanos Maria Margarida Alves. AFP
  • Nesta 6ª edição, o evento teve a participação inédita de delegações de 27 países. “Fomos reforçados por outras organizações ligadas à defesa dos direitos das mulheres, dos índios, de estudantes e de feministas. Em parte esse reforço se explica pela semana expressiva aqui em Brasília, por causa de outras manifestações”, afirmou Mazé Morais, coordenadora geral do movimento, à Agência Brasil
    2Nesta 6ª edição, o evento teve a participação inédita de delegações de 27 países. “Fomos reforçados por outras organizações ligadas à defesa dos direitos das mulheres, dos índios, de estudantes e de feministas. Em parte esse reforço se explica pela semana expressiva aqui em Brasília, por causa de outras manifestações”, afirmou Mazé Morais, coordenadora geral do movimento, à Agência Brasil AFP
  • Para os organizadores, a Marcha das Margaridas é “a maior mobilização de mulheres trabalhadoras rurais do campo e da floresta do Brasil”.
    3Para os organizadores, a Marcha das Margaridas é “a maior mobilização de mulheres trabalhadoras rurais do campo e da floresta do Brasil”. AFP
  • A marcha é organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag).
    4A marcha é organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Contag). AP
  • Nenhum contato foi feito com autoridades nesta edição. “Tendo interesse, o governo poderá acessar nossas propostas, que são públicas”, disse Mazé à Agência Brasil.
    5Nenhum contato foi feito com autoridades nesta edição. “Tendo interesse, o governo poderá acessar nossas propostas, que são públicas”, disse Mazé à Agência Brasil. AFP
  • A trabalhadora rural e líder sindical Margarida lutou pelo direito à terra e pela reforma agrária. Ela foi assassinada em 1983.
    6A trabalhadora rural e líder sindical Margarida lutou pelo direito à terra e pela reforma agrária. Ela foi assassinada em 1983. AFP
  • A mobilização também denunciou os retrocessos do Governo de Jair Bolsonaro.
    7A mobilização também denunciou os retrocessos do Governo de Jair Bolsonaro. AFP
  • Neste ano, as mulheres marcharam com o lema: “Por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e sem violência”.
    8Neste ano, as mulheres marcharam com o lema: “Por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e sem violência”. AP
  • Membro da marcha ergue faixa "Lula livre", em referência ao ex-presidente preso desde abril de 2018
    9Membro da marcha ergue faixa "Lula livre", em referência ao ex-presidente preso desde abril de 2018 AP