Seleccione Edição
Login
Unidade móvel da Cruz Vermelha na Fundação Jafra, na Grécia.
Unidade móvel da Cruz Vermelha na Fundação Jafra, na Grécia.
23 fotos

A luta de Atenas para integrar os refugiados

Os mais de 60.000 refugiados que estão na Grécia e os milhares que seguem entrando se fartam dos campos e das ilhas e se mudam para a capital, onde lutam para se integrar

  • O Hotel City Plaza, no centro de Atenas, foi abandonado depois dos Jogos Olímpicos. Há alguns anos, um grupo de voluntários o converteu em um centro de acolhimento para refugiados. Cerca de 350 pessoas alojam-se nele à espera de regularizar sua situação.
    1O Hotel City Plaza, no centro de Atenas, foi abandonado depois dos Jogos Olímpicos. Há alguns anos, um grupo de voluntários o converteu em um centro de acolhimento para refugiados. Cerca de 350 pessoas alojam-se nele à espera de regularizar sua situação.
  • Duas crianças jogam no campo de refugiados de Ritsona, a 60 quilômetros de Atenas. Aproximadamente 850 pessoas vivem nesse local, onde há algumas semanas chegam mais refugiados provenientes da Turquia.
    2Duas crianças jogam no campo de refugiados de Ritsona, a 60 quilômetros de Atenas. Aproximadamente 850 pessoas vivem nesse local, onde há algumas semanas chegam mais refugiados provenientes da Turquia.
  • Ihan Rahezani e Shirin Hoseini fugiram do Afeganistão com o pequeno Ehsan faz alguns meses. A criança padece de uma doença na vista que lhe deixou cega. A família, refugiada em Atenas, busca um tratamento médico para o pequeno que as autoridades gregas dizem não poder levar a cabo.
    3Ihan Rahezani e Shirin Hoseini fugiram do Afeganistão com o pequeno Ehsan faz alguns meses. A criança padece de uma doença na vista que lhe deixou cega. A família, refugiada em Atenas, busca um tratamento médico para o pequeno que as autoridades gregas dizem não poder levar a cabo.
  • O Centro Jafra é um das dezenas de centros que dão assistência e ajuda aos refugiados em Atenas. Formam uma enorme rede de sociedade civil que substitui as enormes carências da Prefeitura de Atenas e do Governo grego.
    4O Centro Jafra é um das dezenas de centros que dão assistência e ajuda aos refugiados em Atenas. Formam uma enorme rede de sociedade civil que substitui as enormes carências da Prefeitura de Atenas e do Governo grego.
  • A Cruz Vermelha é, hoje em dia, a organização que suporta o peso da integração dos refugiados em Atenas. Contam com várias unidades móveis que prestam atendimento médico nos centros de assistência de Atenas.
    5A Cruz Vermelha é, hoje em dia, a organização que suporta o peso da integração dos refugiados em Atenas. Contam com várias unidades móveis que prestam atendimento médico nos centros de assistência de Atenas.
  • Um desenho contra Israel feito por crianças refugiadas no Centro Jafra, de Atenas, onde se dá assistência a refugiados palestinos e de outras nacionalidades.
    6Um desenho contra Israel feito por crianças refugiadas no Centro Jafra, de Atenas, onde se dá assistência a refugiados palestinos e de outras nacionalidades.
  • Amani Al Masri é a gerente do Centro Jafra, um dos centros de ajuda ao refugiado que existem em Atenas.
    7Amani Al Masri é a gerente do Centro Jafra, um dos centros de ajuda ao refugiado que existem em Atenas.
  • Ahmed Alwakkil e Mohamed vivem em um apartamento de Atenas cujo aluguel é pago pela ONG Holes in the Borders, um grupo dedicado a tirar jovens refugiados das ruas de Atenas e lhes dar uma oportunidade.
    8Ahmed Alwakkil e Mohamed vivem em um apartamento de Atenas cujo aluguel é pago pela ONG Holes in the Borders, um grupo dedicado a tirar jovens refugiados das ruas de Atenas e lhes dar uma oportunidade.
  • Reunião das diferentes entidades da Cruz Vermelha que operam na Grécia para atender e assistir aos milhares de refugiados que vivem no país.
    9Reunião das diferentes entidades da Cruz Vermelha que operam na Grécia para atender e assistir aos milhares de refugiados que vivem no país.
  • Dália Ali serve chá enquanto sua família nos concede uma entrevista. Chegaram faz dois anos do curdistão sírio e, desde então, vivem no campo de refugiados de Ritsona.
    10Dália Ali serve chá enquanto sua família nos concede uma entrevista. Chegaram faz dois anos do curdistão sírio e, desde então, vivem no campo de refugiados de Ritsona.
  • Vista panorâmica de Atenas. A cidade, de quase 4 milhões de habitantes, é o destino preferido pelos milhares de refugiados que vivem e seguem chegando à Grécia.
    11Vista panorâmica de Atenas. A cidade, de quase 4 milhões de habitantes, é o destino preferido pelos milhares de refugiados que vivem e seguem chegando à Grécia.
  • Dezenas de voluntários de diferentes nacionalidades gerenciam e atendem o Hotel City Plaza, convertido em um centro de acolhimento para refugiados.
    12Dezenas de voluntários de diferentes nacionalidades gerenciam e atendem o Hotel City Plaza, convertido em um centro de acolhimento para refugiados.
  • No Centro Multifuncional de Cruz Vermelha de Atenas, dezenas de refugiados e imigrantes recebem aulas de inglês.
    13No Centro Multifuncional de Cruz Vermelha de Atenas, dezenas de refugiados e imigrantes recebem aulas de inglês.
  • Ismatulla Barakzay, refugiado afegão, posa com seu filho, que padece uma má formação genital e precisa de tratamento.
    14Ismatulla Barakzay, refugiado afegão, posa com seu filho, que padece uma má formação genital e precisa de tratamento.
  • O Victoria Social Center de Atenas é outro dos centros que dá atendimento aos refugiados sem recursos. Desde comida até aulas de boxe.
    15O Victoria Social Center de Atenas é outro dos centros que dá atendimento aos refugiados sem recursos. Desde comida até aulas de boxe.
  • Vista do campo de refugiados de Ritsona, nos arredores de Atenas.
    16Vista do campo de refugiados de Ritsona, nos arredores de Atenas.
  • Duas mulheres servem comida em um pequeno restaurante que montaram no campo de refugiados de Ritsona.
    17Duas mulheres servem comida em um pequeno restaurante que montaram no campo de refugiados de Ritsona.
  • Duas trabalhadoras de Cruz Vermelha dão aula a menores refugiados no ambulatório de Ambelokipi, em Atenas.
    18Duas trabalhadoras de Cruz Vermelha dão aula a menores refugiados no ambulatório de Ambelokipi, em Atenas.
  • Lefteris Papagianakis, vice-prefeito de Imigração da Prefeitura de Atenas, concede-nos uma entrevista em uma sala da prefeitura ateniense.
    19Lefteris Papagianakis, vice-prefeito de Imigração da Prefeitura de Atenas, concede-nos uma entrevista em uma sala da prefeitura ateniense.
  • Huda Wahibi, de 50 anos, posa no sofá de apartamento que aluga em Atenas. Chegou faz meses à Grécia, mas só aguentou uma noite no campo de refugiados a que lhe tinham direcionado.
    20Huda Wahibi, de 50 anos, posa no sofá de apartamento que aluga em Atenas. Chegou faz meses à Grécia, mas só aguentou uma noite no campo de refugiados a que lhe tinham direcionado.
  • Imagem do bairro de Exarchia, no centro de Atenas, onde grupos anarquistas gerenciam o bairro e dão refúgio a refugiados em edifícios ocupados chamados 'squats'.
    21Imagem do bairro de Exarchia, no centro de Atenas, onde grupos anarquistas gerenciam o bairro e dão refúgio a refugiados em edifícios ocupados chamados 'squats'.
  • Reunião do Comitê da Cruz Vermelha em Atenas para analisar a crescente chegada de refugiados pela fronteira norte com a Turquia.
    22Reunião do Comitê da Cruz Vermelha em Atenas para analisar a crescente chegada de refugiados pela fronteira norte com a Turquia.
  • Protesto de grupos curdos em frente à Universidade de Atenas.
    23Protesto de grupos curdos em frente à Universidade de Atenas.