Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine


O milionário que recusou a limusine e foi ao Oscar de metrô

Ed Begley apareceu em dezenas de filmes e séries, é filho de uma lenda de Hollywood e mostrou no tapete vermelho seu bilhete de metrô de Los Angeles

Ed Begley acompanhado de sua filha Hayden Begley e de seu bônus do Metro de Los Angeles.
Ed Begley acompanhado de sua filha Hayden Begley e de seu bônus do Metro de Los Angeles. Getty Images

Quem é este homem que mostra orgulhoso às câmeras uma carteirinha do metrô? Chama-se Ed Begley Jr. (Los Angeles, 1949), participou de dezenas de filmes e é um reconhecido ativista a favor do meio ambiente. É filho de Ed Begley, intérprete falecido em 1970 que levou um Oscar por Doce pássaro da juventude. Begley Jr. não só vai de metrô ao teatro Dolby onde se celebram a cerimônia do Oscar (já o fez em 2014), mas ainda mostra orgulhoso seu bilhete para conscientizar o público dos benefícios do uso do transporte público. Sobretudo em uma cidade vítima de um labirinto de avenidas que a converteu na cidade com o ar mais contaminado dos Estados Unidos.

Begley Jr., que ganhou no ano passado cinco milhões de dólares, tem entre seus papéis algumas das séries mais populares da pequena tela, como Sete no paraíso, Dois metros abaixo da terra, Maude, Star Trek ou Veronica Mars. Desde os anos setenta é também um ativo ambientalista e desde então promove produtos que respeitam o meio ambiente como os automóveis elétricos. Em sua casa tem painéis solares para auto-abastecimento. Já contou que paga ao ano pouco mais de 240 euros em eletricidade.

Seu papel como ativista ambiental o levou a aparecer como cartoon em um episódio dos Simpson no que ria de si mesmo conduzindo um pequeno carro de corrida, cuja eletricidade saía de “sua própria auto-satisfação”.

Em sua conta de Twitter, que é seguida por quase 40.000 pessoas, já havia anunciado na passada quinta-feira sua intenção de ir ao Oscar em metrô recuperando uma imagem do ano 2014, quando fez o mesmo.

Quase todos os convidados ao Oscar chegam de limusine. Calcula-se que umas 1.000 tomam as autoestradas de Los Angeles a cada ano no dia da gala. O exemplo de Begley Jr. ao renunciar a este símbolo de status e mostrar com orgulho seu bilhete do metrô em um dos locais mais exclusivos do mundo é digno de assinalar.

MAIS INFORMAÇÕES