Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Como é a casa mais cara do mundo

A mansão criada pelo desenvolvedor imobiliário Nile Niami está em Bel-Air, tem cinco andares em um hectare de terreno e está à venda por 500 milhões de dólares

Vista panorâmica da mansão de Bel-Air.
Vista panorâmica da mansão de Bel-Air.

Mais do que uma casa: é uma luxúria. A atual mansão mais cara do mundo está à venda por 500 milhões de dólares, cerca de 1,5 bilhão de reais. Este palácio pós-moderno está situado no luxuoso bairro de Bel-Air, na área metropolitana da grande Los Angeles. E ainda que a intimidade dos habitantes da luxuosa residência seja o ponto principal da mansão, que tem, inclusive, um fosso cristalino que a separa do resto do mundo, dali se vê tudo, uma vista que vai dos arranha-céus do centro da cidade californiana à costa de Malibú, passando pelas colinas do Museu Getty.

Conhecida como The One, ou a número um, a mansão de quase um hectare de terreno foi desenhada para isso, para impactar. O criador deste luxo é o desenvolvedor imobiliário Nile Niami. Um passeio por este espaço opulento de cinco andares mostra o que poderia ser a casa ideal para James Bond. Por isso, não surpreende que seja a silhueta dele a enfeitar a imprescindível sala privada de cinema, com 40 cadeiras.

A sala de cinema e, à direita, a pista de boliche da mansão. ampliar foto
A sala de cinema e, à direita, a pista de boliche da mansão.

Ao todo, há 20 quartos e 30 banheiros. Mas The One não está pensada para que se leve uma tranquila vida familiar. Conta também com uma discoteca, um cassino e uma pista de boliche. E tem uma gigante piscina coberta em seu interior, uma das cinco da casa, já que existem outras quatro na área externa, sendo uma delas com tela de cinema para as noites de verão.

Piscina panorâmica exterior com tela de cinema. ampliar foto
Piscina panorâmica exterior com tela de cinema.

A sauna, o campo de golfe e o heliporto são outras das amenidades de luxo que a mansão oferece. Os espaços são amplos até para os veículos, já que a garagem pode albergar até 30. Até os locais mais íntimos da casa são estrambólicos: a biblioteca é de cristal e a sala de meditação está iluminada com paredes/aquários cheias de águas-vivas.

Imagem do refeitório com vistas da luxuosa residência. ampliar foto
Imagem do refeitório com vistas da luxuosa residência.

O preço e o luxo de The One superam —e muito— a que era conhecida até agora como a casa mais cara dos Estados Unidos, a mansão Chartwell, que atualmente tem um preço que se aproxima dos 1,1 bilhão de reais. Como declarou Niami ao programa As vidas secretas dos super ricos, The One está desenhada para eles. “Há muita gente com muito dinheiro que quer o que ninguém tem”, resumiu sobre sua obra.

Entrada principal em que se vê o heliporto (à direita). ampliar foto
Entrada principal em que se vê o heliporto (à direita).