Seleccione Edição
Login

México enfrenta a tragédia

País merece toda a ajuda que possa precisar e solicitar nesses momentos

Equipes de resgate buscam vítimas
Equipes de resgate buscam vítimas AFP

O terremoto que devastou o México na terça-feira voltou a testar a coragem dos mexicanos e a capacidade de resposta das autoridades e serviços de emergência. A natureza teve uma maneira trágica de lembrar o terremoto de 1985 que causou milhares de mortos e mais de um milhão de desabrigados. Aos mais de 220 mortos e centenas de feridos é preciso adicionar os graves danos materiais entre os quais se destacam as duas escolas que desabaram com os alunos dentro como resultado dos tremores.

O México merece toda a ajuda que possa precisar e solicitar nesses momentos. As expressões de solidariedade demonstradas por vários líderes mundiais, incluindo o primeiro-ministro Mariano Rajoy, devem ser acompanhadas – como certamente serão – pelo envio de equipamentos e materiais que possam ajudar no resgate e normalização da vida.

Embora a força da natureza seja imparável, o elevado número de edifícios desabados ou danificados – incluindo a redação do EL PAÍS na Cidade do México – torna necessário que os controles nos edifícios usem de maneira rigorosa todas as medidas técnicas disponíveis para minimizar os danos causados pelo terremoto. Da mesma forma devem melhorar, na medida do possível, os sistemas de alerta.

Em qualquer caso, o urgente agora é ajudar as vítimas. O México viveu uma tragédia da qual vai se recuperar, como sempre fez, mostrando a tenacidade e coragem dos seus cidadãos.

MAIS INFORMAÇÕES