Iphone 6

‘A doença do toque’ que inutiliza a tela de alguns iPhone 6

Telas sensíveis de um número indeterminado de telefones da Apple estão deixando de responder

O iPhone 6 apresentou-se em 2014.VÍDEO: REUTERS-QUALITY

MAIS INFORMAÇÕES

Não se sabe a magnitude do problema, nem se é algo isolado. Certo é que os serviços de suporte oficiais da Apple começam a registrar queixas de proprietários de iPhone 6 e iPhone 6 Plus, aparelhos que foram comercializados há dois anos, porque suas telas sensíveis ao toque deixaram de responder. Alguns atribuem esse problema às recentes atualizações de software que a empresa realiza de forma constante; outros afirmam que reiniciar o aparelho soluciona a questão. No entanto, algumas empresas especializadas em reparação de celulares dizem que trata-se de um problema de projeto e qualificam a situação como uma “bomba-relógio” que poderia afetar cada vez mais dispositivos.

Como saber se o seu smartphone está afetado

Em que consiste exatamente esse problema? E como saber se o seu aparelho está afetado? Primeiro, é preciso deixar claro que este mal, já batizado de touch disease (“doença do toque”), só afetaria os donos de iPhone 6 e iPhone 6 Plus. Até o momento, não se trata de um problema massivo e poderia limitar-se a um número reduzido de aparelhos. As falhas aparecem quando o usuário, em especial do iPhone 6 Plus, começa a ver barras piscando na parte superior da tela – o primeiro sintoma de que algo não anda bem. Depois disso, e ao longo do tempo, o telefone vai mostrando uma insensibilidade crescente na tela até que esta deixa de funcionar.

Como foi dito, alguns usuários afirmam que basta reiniciar para reviver a tela, enquanto outros dizem que apertá-la com firmeza surte o mesmo efeito. Nos dois casos, porém, seria uma solução parcial, já que o problema voltaria a surgir. A Apple reconhece esse incidente como um problema e não cobre a reparação para quem procuram o serviço técnico. Pelo jeito, a solução não é tão fácil, pois não basta trocar a tela. Como afirmam especialistas da iFixit, trataria-se de um problema de projeto em que é necessário substituir a placa principal do telefone.

Ainda não se sabe se é um problema de atualização ou de projeto dos telefones

Ao que parece, a Apple substituiu uma placa protetora de metal na placa principal do iPhone 6 por uma de plástico. Assim, o problema surge quando se dobra o dispositivo (por exemplo, quando a pessoa senta em cima do telefone ou o leva num bolso apertado), embora alguns afirmem que a mera passagem do tempo desencadeia a falha. A Cult of Mac oferece algumas dicas para evitar a “doença do toque”: usar sempre uma capa protetora, não levar o celular no bolso traseiro da calça e, claro, não sentar em cima dele. De qualquer modo, o assunto tem remédio. Só não está coberto pela garantia, pois trata-se de um aparelho lançado há dois anos. Segundo dados do último trimestre, a Apple vendeu 40,4 milhões de iPhones.

Arquivado Em: