Videogames

Nintendo explode o mercado “retrô” com o relançamento do clássico NES

A empresa colocará no mercado em novembro uma versão "mini" do sucesso dos anos oitenta

Shigueru Miyamoto, criador do Super Mario Ralf-Finn Hestoft CORBIS / Nintendo

Mais informações

Com uma clara mensagem de nostalgia — "Lembre-se dos velhos tempos" — a Nintendo entrou de novo no mercado dos trintōes e quarentōes. A fabricante japonesa anunciou que, a partir do dia 11 de novembro, colocará à venda uma versão "mini" do clássico NES (Nintendo Entertainment System), conhecido no Brasil como Nintendo 8 bits ou Nintendinho, sucesso absoluto nos anos oitenta. Na Europa, o videogame custará o equivalente a R$ 220, e cada controle, a R$ 35. "Redescubra emoções antigas, vença aquele chefão que você nunca conseguia derrotar, ou simplesmente viva todos esses clássicos de uma forma diferente", diz a campanha da empresa, que viu suas açōes dispararem 120% em julho, com o lançamento do aplicativo Pokemon GO: outra revolução em um jogo dos anos oitenta.

No auge da onda retrô, com a série Stranger Things fazendo sucesso também na TV, a Nintendo recupera vários de seus ícones. O mini NES chegará às lojas com 30 jogos na memória. Entre eles, Super Mario Bros., The Legend of Zelda, Metroid, Donkey Kong, PAC-MAN e Kirby's Adventure. "O novo NES volta renovado, mas em forma de uma réplica do console original, que todos conhecem", disse a empresa.

O mini NES, em imagem divulgada pela Nintendo.
O mini NES, em imagem divulgada pela Nintendo.

"Essa coleção de grandes clássicos fará a alegria dos que quiserem relembrar seus jogos favoritos, e de quem jogará o NES pela primeira vez", continuou a fabricante. "Cada jogo carrega muitas lembranças para quem já tem uma certa idade".

A intenção comercial da Nintendo, no entanto, também é evidente. O Nintendo 8 bits clássico continua sendo vendido no mercado de eletrônicos usados. No início do ano, o preço médio de um deles na Europa girava em torno de R$ 600.