Seleccione Edição
Login

Um papagaio pode se tornar testemunha-chave num assassinato

O animal presenciou a morte de seu dono e desde então repete suas últimas palavras: "Não dispare"

O papagaio Bud presenció uma morte violenta.

O papagaio Bud poderia se tornar uma testemunha-chave para resolver um assassinato. Tudo ocorreu em 2015 em Michigan, nos Estados Unidos, quando Glenna Duram supostamente assassinou seu marido Martin. O fato teria acontecido diante da ave, que agora se encontra sob os cuidados da ex-mulher de Martin, Christina Keller. Segundo ela, o animal repete constantemente as últimas palavras que pronunciou a vítima: "Não dispare". Agora, os promotores encarregados do caso estudam a possibilidade de utilizar estas declarações como evidência para o julgamento. Especialistas em animais afirmam que os papagaios que é possível que Bud se lembre do assassinato.

MAIS INFORMAÇÕES