'El Chapo'

Camisa usada por ‘El Chapo’ em entrevista vira trunfo para marca

A marca da roupa que 'El Chapo' usou em sua entrevista com Sean Penn aproveita a publicidade provocada por sua captura

O modelo de camisa que El Chapo usou em sua entrevista está à venda.
O modelo de camisa que El Chapo usou em sua entrevista está à venda.Facebook

El Chapo Guzmán não vende apenas droga, é um negócio em si mesmo. Seu espesso bigode preto já é uma marca registrada no imaginário mundial. Suas raras aparições públicas acontecem sob a forma de camisetas com seu rosto com um boné e uma AK-47. Mas a explosão da foto de uma entrevista com uma estrela de Hollywood em plena fuga fez disparar as vendas da extravagante camisa que ele usou naquele dia, muito acima dos desejos mais loucos dos donos da Barabas, a marca de roupa conhecida agora por vestir o narcotraficante mais poderoso do mundo.

“Os telefones não param de tocar. Recebemos pedidos de todos os lugares dos Estados Unidos, mas principalmente do México. Todo mundo quer ter a camisa de El Chapo”, diz Sandra Mancilla por telefone, a responsável pelas vendas da marca, que tem uma loja na Maple Avenue, 1427, em Los Angeles.

Desde que no sábado foi publicada a famosa foto do chefão apertando a mão do ator Sean Penn, a impressionante camisa brilhou acima de suas possibilidades 100% algodão. Alguns especialistas em moda afirmaram que se tratava de uma camisa de seda, um modelo da Versace ou da Roberto Cavalli, no mínimo. Subestimaram assim os gostos de um dos homens mais poderosos do mundo, mas também mais apegados à terra natal que existem. O senhor, que escapou pela segunda vez de uma prisão de segurança máxima para voltar ao seu vilarejo, escolheu para tal evento uma roupa comum entre os cantores de banda, a música típica da sua região do norte do México.

Em outro momento estelar do narcotraficante, sua entrevista em vídeo exclusiva para a atriz Kate del Castillo, a camisa que usa também é da mesma marca. Um modelo semelhante, azul brilhante com estampas florais, que a empresa vende por 128 dólares (aproximadamente 518 reais).

O site da marca está igual a Sandra Mancilla na segunda-feira, entrou em colapso. A empresa teve de recorrer à sua página no Facebook para agilizar as vendas. Uma foto de El Chapo foi colocada ao lado da imagem de um dos modelos da marca vestindo a camisa para anunciar o slogan: “A mais procurada”.

Do outro lado da linha, Mancilla tem uma chamada de um cliente mexicano pedindo centenas de unidades da camisa famosa. O exército mexicano colocou El Chapo atrás das grades, mas não poderá impedir que pelas ruas do país milhares de chapos circulem livremente.