Seleccione Edição
Login

Johnny Depp é a estrela menos rentável do ano

Segundo a ‘Forbes’, por cada dólar que Hollywood lhe pagou, o ator só produziu 1,20.

O ator Johnny Depp.
O ator Johnny Depp.

Se os salários dos atores de Hollywood fossem regidos pelas leis de mercado, Johnny Depp teria sido demitido este ano por ser pouco rentável: pede muito e oferece pouco. Mas é difícil apagar a luz desse ator que criou papéis como o de Jack Sparrow em Piratas do Caribe, o chapeleiro maluco de Alice no País das Maravilhas de Tim Burton e o eternamente apaixonado Edward Mãos-de-Tesoura. Isto, no entanto, em nada influiu na elaboração da revista Forbes, que o coloca no topo da lista dos atores menos rentáveis. Porque se a carreira de Depp está cheia de grandes papéis, os deste ano foram muito pouco memoráveis, embora pagos com salário de estrela. O ator informa renda anual média de 27,4 milhões de euros (117,8 milhões de reais).

Segundo a publicação, em filmes como Mortdecai – A Arte da Trapaça, Transcendence e O Cavaleiro Solitário, por cada dólar que Hollywood pagou a Depp, o atou só gerou 1,20 dólar.

A lista anual da Forbes também coloca em evidência outras estrelas de indústria. O segundo ator mais sobrevalorizado, economicamente falando, é Denzel Washington. Por ironia, o protagonista de Malcom X e Dia de Treinamento receberá uma homenagem a toda a sua carreira durante a entrega do Globo de Ouro em 10 de janeiro. Em seguida vem uma presença constante na lista, a de Will Ferrell, a quem Hollywood continua pagando salários de estrela apesar de figurar todo ano entre os menos rentáveis do cinema. Liam Neeson e Will Smith completam a relação dos cinco atores mais caros.

Will Smith, em 'Concussion'.
Will Smith, em 'Concussion'.

Depois vêm Christian Bale, Channing Tatum, Brad Pitt, Ben Affleck e Tom Cruise, todos eles estrelas, mas que cobram muito mais do que seus filmes geram devido às flutuações do mercado, em que a pessoa ganha segundo o dinheiro rendido pela última estreia. Embora isso não signifique que o título seguinte será também um sucesso.

Não que a revista Forbes tenha feito seu estudo anual focando de propósito apenas nos atores. A ausência de atrizes na lista se deve a várias razões: seu trabalho é mais rentável, sua presença como protagonistas é mais escassa e a desigualdade salarial é tão grande que elas não têm acesso a esses salários milionários.