Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Real Madrid confirma contratação de Kovacic

Equipe espanhola acerta com o meia croata, que assina acordo para seis temporadas

Kovacic, em um treino do Inter. Ampliar foto
Kovacic, em um treino do Inter. Cordon Press

O Real Madrid oficializou a contratação do meia croata Mateo Kovacic. As cifras da transferência não foram confirmadas, mas a equipe espanhola pagará à Inter de Milão uma quantia próxima dos 30 milhões de euros (114 milhões de reais) pelo jogador de 21 anos, que assinou contrato por seis temporadas. Kovacic será apresentado nesta quarta-feira às 13h (8h pelo horário de Brasília) no Palco de Honra do Santiago Bernabéu.

Desde a saída de Xabi Alonso, a posição de meia do Madrid ficou um pouco imprecisa, pixelada, um cenário onde triunfaram mais os experimentos que as aquisições para preencher esse vazio. Nem Kroos nem Modric são centro-campistas puros, e Illarramendi e Lucas Silvas, que chegaram para essa função, não encontraram um lugar no time. Com essa necessidade, o Madrid arranjou de forma rápida e silenciosa a chegada de Mateo Kovacic, um austríaco de raízes bósnio-croatas de 21 anos procedente da Inter de Milão. Há quem atribua a Kovacic uma tendência ofensiva que o faz descuidar da retaguarda. Na Inter, passou por quase todas as posições do meio do campo, às vezes integrando o “duplo-pivô” (no esquema 4-2-3-1), desenho que agrada Benítez, cuja primeira missão como técnico branco é encontrar o equilíbrio.

Com uma poderosa condução e talento para o último passe, Kovacic tem um perfil que faz lembrar um dos jogadores que têm dado sustentação ao meio de campo do Madrid, seu compatriota Modric. O time gastou cerca de 15 milhões de euros (57 milhões de reais) com Lucas Silva no inverno boreal passado e uns 40 milhões de euros (152 milhões de reais) na temporada anterior com Illarramendi. Ambos agora estão na porta de saída.

Kovacic estreou aos 16 anos no Dínamo de Zagreb e brilhou durante duas temporadas e meia. Logo ingressou na Inter, onde disputou 97 partidas. Seu trabalho lhe garantiu lugar na seleção da Croácia para a Copa do Mundo no Brasil. Foi titular contra a equipe anfitriã, mas começou no banco nos jogos ante o México e Camarões.

Na temporada passada, com a Inter, deixou oito gols e três assistências em 44 duelos, com uma média de quatro recuperações por jogo. Mancini, técnico do conjunto italiano, confirmou sua saída no domingo, justificando-a com a obrigação do clube de cumprir o fair play financeiro. Seu perfil e seu potencial fazem pensar em um complemento para dar oxigênio a Modric.

Outra incerteza sobre a intermediária do Madrid é o papel de Casemiro. O brasileiro é de fato um centro-campista de estilo defensivo, uma raridade na equipe espanhola, que o cedeu na campanha passada ao Porto e agora o recuperou para uma posição que, como o próprio Kovacic, no Madrid ainda é uma incógnita.

MAIS INFORMAÇÕES