Seleccione Edição
Login

O fracasso da Petrobras em Itaboraí

A corrupção da gigante Petrobras, unida à queda do preço do petróleo e ao custo ambiental, dinamitaram o sonho de prosperidade de milhões de brasileiros

  • Plataformas da Petrobras na baía de Guanabara.
    1Plataformas da Petrobras na baía de Guanabara.
  • Funcionárias de um salão de beleza aguardam a chegada de clientes em um shopping recém construído em Macaé, mas eles não chegam.
    2Funcionárias de um salão de beleza aguardam a chegada de clientes em um shopping recém construído em Macaé, mas eles não chegam.
  • Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
    3Fachada da sede da Petrobras no Rio de Janeiro.
  • Vista aérea de Itaboraí, com a refinaria de Petrobras ao fundo.
    4Vista aérea de Itaboraí, com a refinaria de Petrobras ao fundo.
  • Todo o comércio sofre o impacto do fiasco da Petrobras em Itaboraí. Todos os comerciantes contam histórias parecidas: com as lojas vazias (como essa de colchões), a queda nos salários dos vendedores chega a cair 50%, devido às comissões
    5Todo o comércio sofre o impacto do fiasco da Petrobras em Itaboraí. Todos os comerciantes contam histórias parecidas: com as lojas vazias (como essa de colchões), a queda nos salários dos vendedores chega a cair 50%, devido às comissões
  • 'Pelé', um ativista ambiental que atribui à petroleira danos aos pescadores da região da baía de Guanabara. O Brasil é o país mais perigoso para os ativistas ambientais, segundo um estudo recente.
    6'Pelé', um ativista ambiental que atribui à petroleira danos aos pescadores da região da baía de Guanabara. O Brasil é o país mais perigoso para os ativistas ambientais, segundo um estudo recente.
  • Em Macaé, “a capital brasileira do petróleo”, a economia cresceu um 600% entre 2003 e 2013. Mesmo assim, habitantes já sentem os efeitos da crise.
    7Em Macaé, “a capital brasileira do petróleo”, a economia cresceu um 600% entre 2003 e 2013. Mesmo assim, habitantes já sentem os efeitos da crise.
  • Maria (à direita), dona de uma mercearia há 25 anos em uma favela de Macaé, reclama que a atividade petrolífera não trouxe melhorias à comunidade.
    8Maria (à direita), dona de uma mercearia há 25 anos em uma favela de Macaé, reclama que a atividade petrolífera não trouxe melhorias à comunidade.
  • A extração de petróleo atraiu trabalhadores em busca de emprego, mas muitos estão desempregados.
    9A extração de petróleo atraiu trabalhadores em busca de emprego, mas muitos estão desempregados.
  • Em uma das praias de Itaboraí, um grupo de caminhoneiros e transportadores joga futebol. Ao fundo, os petroleiros seguem suas tarefas de abastecimento para as plataformas.
    10Em uma das praias de Itaboraí, um grupo de caminhoneiros e transportadores joga futebol. Ao fundo, os petroleiros seguem suas tarefas de abastecimento para as plataformas.