Kate Moss, expulsa de um avião por mau comportamento

Top britânica foi retirada de um voo supostamente por estar alcoolizada Passageiros disseram que a medida da companhia EasyJet foi exagerada

Kate Moss, em um aeroporto.
Kate Moss, em um aeroporto.GTRES

Fazia tempo que Kate Moss, 41 anos, não ocupava as páginas dos jornais por seus escândalos, e parecia que a modelo britânica tinha deixado para trás suas noitadas e incidentes variados desde que conheceu e se casou com o músico Jamie Hince. Até este domingo. A top, tão polêmica quanto invejada, foi expulsa pela polícia de um avião no aeroporto de Luton (ao norte de Londres) por mau comportamento. Apesar de não ter chegado a ser presa, como informou a imprensa local, seu mau comportamento fez com que fosse desalojada do avião, procedente da cidade turca de Bodrum, logo após o pouso.

O incidente ocorreu em um avião da empresa de baixo custo EasyJet. Em um comunicado, a polícia do condado de Bedfordshire, onde fica Luton, afirmou que as autoridades foram chamadas para ajudar a equipe do aeroporto “a escoltar um passageiro de um voo que tinha chegado ao aeroporto de Luton”. “Houve uma denúncia de que a passageira teve má conduta durante o voo. Os agentes foram e escoltaram a passageira do avião. Não foi apresentada queixa formal contra ela, nem foi presa”, acrescenta a nota. Porém, não deu mais detalhes sobre os incidentes protagonizados por Kate Moss durante o voo.

Mais informações

A companhia aérea, por sua vez, confirmou a ida da polícia até o voo da EasyJet procedente de Bodrum e ressaltou que “não tolera mau comportamento e sempre denunciará qualquer incidente às autoridades”.

Segundo informa o jornal Daily Mail —a partir dos testemunhos de alguns passageiros— a top model britânica estaria bebendo vodca que levava em sua bolsa no voo de volta, depois de assistir na Turquia à comemoração dos 50 anos de sua amiga e atriz Sadie Frost. E, quando foi expulsa, teria insultado o piloto do avião. Alguns passageiros criticaram uma possível atuação desproporcional por parte da tripulação: “Ela não foi agressiva com ninguém e realmente estava divertida. A tripulação da EasyJet agiu de forma desproporcional”, contou um passageiro do voo ao tabloide britânico.