Seleccione Edição
Login

Os filhos de Audrey Hepburn brigam por sua herança

Sean Ferrer e Luca Dotti disputam coleção de joias, chapéus, fotografias e roupas da atriz

Audrey Hepburn
Retrato de Audrey Hepburn durante a filmagem de ‘Bonequinha de luxo’. Corbis

Poucos objetos são tão icônicos quanto os que Audrey Hepburn tocava. A atriz, modelo e estrela é recordada tanto por seu trabalho em filmes como My Fair Lady, Bonequinha de Luxo e Sabrina como por seu estilo dentro e fora da tela. Seus óculos de sol arredondados, as luvas longas e brancas, o amplo chapéu ou seus vestidos Dior e Givenchy, entre outros, continuam sendo lembrados 22 anos depois da morte de uma atriz que morreu jovem demais, aos 63 anos, de câncer de cólon.

Mas enquanto a lembrança os mantém vivos em nossa mente, muitos desses objetos, assim como o resto de seus bens mais pessoais, continuam perdidos em uma batalha legal entre seus filhos, Sean Ferrer e Luca Dotti. Hepburn pensou que tinha deixado tudo bem amarrado, dividindo-os meio a meio entre seus dois únicos descendentes, fruto de seus casamentos com o ator Mel Ferrer e com o psiquiatra italiano Andrea Dotti, respectivamente. Mas os filhos nunca chegaram a um acordo sobre como dividir a vasta coleção de joias, chapéus, fotografias e roupas. A herança de Hepburn também inclui um grande número de pôsteres e roteiros de seus filmes icônicos, assim como objetos de cena utilizados neles, peças de colecionador de imenso valor tanto histórico como pessoal, além de econômico. Uma herança que permanece guardada em uma empresa profissional de armazenagem dedicada às belas-artes e outras coleções privadas em Los Angeles, enquanto um juiz decide seu futuro.

Audrey Hepburn ganhou o Oscar como protagonista de ‘A princesa e o plebeu’. ampliar foto
Audrey Hepburn ganhou o Oscar como protagonista de ‘A princesa e o plebeu’.

Este não é o primeiro caso no qual a herança de uma das estrelas de Hollywood se vê em disputa independentemente do empenho dedicado pelo morto para deixar claras suas últimas vontades. O caso mais recente é a herança de Robin Williams, também motivo de disputa legal quando se aproxima o primeiro aniversário de sua morte.

Williams deixou claro em seu testamento que seus filhos Zak, Zelda e Cody herdariam seus objetos pessoais, incluindo o Oscar que ganhou por Gênio indomável, assim como suas joias, enquanto que para sua última esposa, Susan Schneider, deixou a casa em que viveram nestes últimos três anos de casados. No entanto, Schneider afirmou que os filhos de Williams levaram objetos de sua casa, enquanto os descendentes reclamaram nos tribunais que a viúva não tem qualquer direito sobre algumas das coleções pessoais do pai que estavam nessa propriedade do norte da Califórnia onde o ator morreu e à qual lhes foi proibida a entrada. Entre outros objetos em disputa está a grande coleção de relógios que Williams tinha, um ávido colecionador deste acessório. Os filhos reclamam a coleção, enquanto Schneider quer incluí-la entre os objetos da casa que lhe cabem. Também há uma versão segundo a qual a coleção foi presenteada a um amigo pelo próprio Williams no dia anterior a seu suicídio.

MAIS INFORMAÇÕES