Seleccione Edição
Login

Uma escola sobre trilhos

Uma turma de 28 alunos tem aula dentro de vagões, num município da periferia da Cidade do México

  • Em Naucalpan de Juárez, uma cidade industrial com mais de 870.000 habitantes no Estado do México (unidade federativa que rodeia a capital), uma escola pública primária funciona há 22 anos dentro de vagões ferroviários, nos quais 28 crianças têm aulas.
    1Em Naucalpan de Juárez, uma cidade industrial com mais de 870.000 habitantes no Estado do México (unidade federativa que rodeia a capital), uma escola pública primária funciona há 22 anos dentro de vagões ferroviários, nos quais 28 crianças têm aulas.
  • Em um vagão pintado de cor verde-garrafa, 15 crianças, as menores, fazem aulas de caligrafia.
    2Em um vagão pintado de cor verde-garrafa, 15 crianças, as menores, fazem aulas de caligrafia.
  • Acabam de voltar do recesso da Semana Santa e têm a entediante tarefa de copiar o que está escrito no quadro-negro.
    3Acabam de voltar do recesso da Semana Santa e têm a entediante tarefa de copiar o que está escrito no quadro-negro.
  • Pertence às chamadas escolas “do Artigo 123”, em referência ao texto legal que fala sobre os direitos dos trabalhadores. Elas foram criadas nas décadas de 1920 e 30 para dar assistência educacional aos funcionários de empresas agrícolas e industriais e às famílias que acompanhavam esses trabalhadores por todo o país.
    4Pertence às chamadas escolas “do Artigo 123”, em referência ao texto legal que fala sobre os direitos dos trabalhadores. Elas foram criadas nas décadas de 1920 e 30 para dar assistência educacional aos funcionários de empresas agrícolas e industriais e às famílias que acompanhavam esses trabalhadores por todo o país.
  • Poderia ser o recreio de uma escola qualquer, não fosse o fato de os limites da sua quadra de futebol serem os trilhos de uma ferrovia abandonada. A sala de aula à qual regressam após meia hora é um antigo vagão descarrilado em um lado.
    5Poderia ser o recreio de uma escola qualquer, não fosse o fato de os limites da sua quadra de futebol serem os trilhos de uma ferrovia abandonada. A sala de aula à qual regressam após meia hora é um antigo vagão descarrilado em um lado.
  • Um dos pedidos é que os depósitos ferroviários sejam reformados para funcionarem como duas salas de aula.
    6Um dos pedidos é que os depósitos ferroviários sejam reformados para funcionarem como duas salas de aula.
  • Crianças correm durante o recreio pela via férrea, por onde outros moradores também passam caminhando. Em ambos os lados, amontoam-se resto de vagões ferroviários, onde continuam morando pessoas que outrora viajavam nesses trens.
    7Crianças correm durante o recreio pela via férrea, por onde outros moradores também passam caminhando. Em ambos os lados, amontoam-se resto de vagões ferroviários, onde continuam morando pessoas que outrora viajavam nesses trens.
  • A Secretaria de Educação Pública dá 15 pesos (1 dólar) por criança e por dia para a compra de alimentos, mas no atual ano letivo a conta foi mal feita, e a verba cobre apenas 23 alunos, embora sejam ao todo 28.
    8A Secretaria de Educação Pública dá 15 pesos (1 dólar) por criança e por dia para a compra de alimentos, mas no atual ano letivo a conta foi mal feita, e a verba cobre apenas 23 alunos, embora sejam ao todo 28.
  • O dinheiro que a Secretaria enviou para a manutenção da escola foi usado na construção de um cômodo com telhas de amianto. Ali ficam os alunos do terceiro, quarto e quinto ano do primário, e às 14h30 todas as crianças almoçam ali.
    9O dinheiro que a Secretaria enviou para a manutenção da escola foi usado na construção de um cômodo com telhas de amianto. Ali ficam os alunos do terceiro, quarto e quinto ano do primário, e às 14h30 todas as crianças almoçam ali.
  • A Administração não lhes deu um espaço, mas ofereceu cinco tablets que são usados sem Internet para fazer alguns exercícios e, sobretudo, para jogar a uma versão atualizada do Tetris, quando o professor não está olhando.
    10A Administração não lhes deu um espaço, mas ofereceu cinco tablets que são usados sem Internet para fazer alguns exercícios e, sobretudo, para jogar a uma versão atualizada do Tetris, quando o professor não está olhando.
  • Jaime Mayolo comanda esta escola há mais de 38 anos. Ele viajava com as famílias quando o trem ainda circulava, mas se radicou em Naucalpan depois que o serviço ferroviário foi eliminado. Na imagem, ele aparece dentro do vagão onde os alunos de primeiro e segundo ano têm aulas.
    11Jaime Mayolo comanda esta escola há mais de 38 anos. Ele viajava com as famílias quando o trem ainda circulava, mas se radicou em Naucalpan depois que o serviço ferroviário foi eliminado. Na imagem, ele aparece dentro do vagão onde os alunos de primeiro e segundo ano têm aulas.
  • Junto ao vagão-escola e separada por um banheiro de construção bastante artesanal, fica a casa do professor Jaime Mayolo. Sua moradia também é um vagão do mesmo trem que deixou de circular há 22 anos. Na imagem, Elizabeth Cordero, esposa de Jaime Mayolo, na cozinha da sua casa.
    12Junto ao vagão-escola e separada por um banheiro de construção bastante artesanal, fica a casa do professor Jaime Mayolo. Sua moradia também é um vagão do mesmo trem que deixou de circular há 22 anos. Na imagem, Elizabeth Cordero, esposa de Jaime Mayolo, na cozinha da sua casa.
  • A moradia dele tem três cômodos e um banheiro, e para chegar a cada um deles é preciso passar por outro espaço contíguo. Todas as partes estão decoradas com imagens religiosas. Na imagem, seu filho mais velho, Jaime.
    13A moradia dele tem três cômodos e um banheiro, e para chegar a cada um deles é preciso passar por outro espaço contíguo. Todas as partes estão decoradas com imagens religiosas. Na imagem, seu filho mais velho, Jaime.
  • À direita das vias estão os depósitos que os moradores pretendem usar como novas salas de aula. Em ambos os lados, amontoam-se os demais vagões, onde continuam morando aqueles que outrora viajavam nesses trens.
    14À direita das vias estão os depósitos que os moradores pretendem usar como novas salas de aula. Em ambos os lados, amontoam-se os demais vagões, onde continuam morando aqueles que outrora viajavam nesses trens.