Fernando Alonso

Após acidente em treino, Fernando Alonso fica de fora do GP da Austrália

McLaren confirma que o piloto espanhol não vai participar da primeira prova do Mundial

Médicos de Montmeló atendem Alonso no dia do acidente. M. T. (atlas)

Fernando Alonso não vai disputar o Grande Prêmio da Austrália, a primeira prova do calendário da Fórmula 1 e que acontece entre 12 e 15 de março. Sua escuderia, a McLaren, divulgou comunicado nesta terça-feira deixando claro que o piloto espanhol não sofreu nenhuma lesão, mas recomendando que, por enquanto, não participe da primeira prova do Mundial. Alonso sofreu um acidente em 22 de fevereiro no Circtuit de Catalunya (Montmeló), durante treinos.

“Tendo completado uma série abrangente de exames, alguns deles ontem (segunda-feira) à tarde, os médicos de Fernando Alonso lhe informaram que não há sintomas de nenhum problema médico, que eles não veem evidência nenhuma de qualquer lesão e que, portanto, o descrevem como completamente saudável desde as perspectivas neurológica e cardíaca”, indicou a McLaren em comunicado.

Mesmo assim, os médicos “recomendaram que, em vista do acidente que ele sofreu, sejam limitados por enquanto, na medida do possível, os fatores de risco que poderiam potencialmente” levá-lo a sofrer outro acidente tão pouco tempo após o anterior. “Para limitar esses fatores de risco, a recomendação dos médicos foi que Alonso não deve competir no Grande Prêmio da Austrália”, acrescenta a nota.

O piloto asturiano se acidentou no último 22 de fevereiro, um domingo, durante treinos no circuito de Montmeló. Seguindo o protocolo médico, ele foi levado de helicóptero pelo serviço de atendimento presente no autódromo e internado na UTI do Hospital Geral da Catalunha. Depois de passar três dias em observação, recebeu alta e foi levado à sua residência em Oviedo.

MAIS INFORMAÇÕES

Apesar de as causas do acidente ainda não serem conhecidas com precisão, o McLaren do piloto espanhol saiu da terceira curva da pista, à direita, e se chocou diretamente contra o muro interno a cerca de 150 quilômetros por hora, arrastando a lateral do MP-30 até o carro parar por completo. Para a primeira corrida da temporada, que acontecerá no autódromo Albert Park, de Melbourne, a escuderia vai colocar o piloto dinamarquês Kevin Magnussen como substituto de Alonso.