seleção de futebol de Gana

Gana está em erupção

O treinador, James Kwesi Appiah, expulsa da concentração os jogadores Boateng e Muntari por insultos a ele e a um membro da federação de futebol do país

Boateng, durante um treino de Gana.
Boateng, durante um treino de Gana.UESLEI MARCELINO / REUTERS

Gana escolheu um momento ruim para ser o foco na Copa do Mundo. O campeonato pegava fogo em meio à polêmica sobre a mordida de Luis Suárez no italiano Chiellini quando ganharam importância os problemas que estouraram na concentração de Gana, que joga hoje uma partida decisiva contra Portugal, valendo a classificação para as oitavas de final do torneio. Gana ficou, de uma hora para outra, sem suas estrelas Muntari e Kevin Prince Boateng, que cometeram graves atos de indisciplina.

Muntari, jogador do Milan, insultou um membro do Comitê Executivo da federação do país para fechar uma semana marcada pela dura negociação pelos prêmios que os jogadores receberão na Copa. Este problema provocou inclusive a intervenção do presidente de Gana, Johan Mahama, para solucionar a questão, estabelecendo um prêmio de 6,3 milhões de reais para os integrantes da equipe africana. A conduta de Muntari, que há dois dias deu dinheiro a moradores de um bairro pobre de Maceió, onde está concentrada a seleção, lhe valeu a expulsão da Copa do Mundo. Algumas fontes dizem que Muntari chegou a agredir o membro da federação.

Punição idêntica foi recebida por Boateng, jogador do clube alemão Schalke 04 e um dos jogadores mais importantes de Gana, por mais que sua relação com a seleção estivesse por um fio havia algum tempo, ao ponto de que, quando jogava no Milan, ele ter decidido focar-se no clube e renunciar à seleção. Boateng, desta vez, insultou o treinador Appiah durante o último treinamento dos africanos, irritado que estava com sua substituição no empate contra a Alemanha, que tinha como lateral justamente seu irmão.

Gana é o segundo país africano com problemas na Copa do Mundo, já que a seleção de Camarões, eliminada na primeira fase depois de atuações ruins e três derrotas para México, Croácia e Brasil, esteve a ponto de não viajar para a disputa do torneio por um problema com a premiação.