Copa do Mundo 2014

“Sou e me sinto brasileiro e isso nunca vai mudar”

Diego Costa explica os motivos pelos quais recusou vestir a camisa brasileira

Diego Costa atendeu os meios de comunicação na madrugada deste sábado, pela primeira vez desde que se encontra concentrado com a seleção espanhola. O atacante hispano-brasileiro referiu-se à sua decisão de representar a Espanha no Mundial, em vez do Brasil, seu país de nascimento, assegurando que o selecionador do time verde-amarelo, Luiz Felipe Scolari, nunca ligou para ele para manifestar sua intenção de convocá-lo. Quem o fez foi Vicente del Bosque, com quem manteve várias reuniões nas quais o técnico do Salmantino se mostrou favorável a que ele optasse pela camiseta de La Roja.

"Scolari nunca me chamou, o único treinador com quem falei foi Del Bosque, que se preocupou por mim, me convidou pra almoçar e deixou claro que contava comigo. Estou muito contente, porque aqui fui acolhido como um irmão", assinalou Costa às câmeras do programa televisivo Globo Esporte. O atacante eo Lagarto não negou suas origens e desejou que, caso a Espanha não ganhe o Mundial, que o vencedor seja o Brasil. "Sou e me sinto brasileiro, e isso nunca vai mudar. Sou do estado de Sergipe, no coração do país. Na minha casa, em Madri, mantenho os costumes brasileiros e isso não vai mudar nunca. Quero ganhar a Copa com a Espanha, mas, se não for possível, meu desejo é que o Brasil ganhe", manifestou.

Costa, que terá alguns minutos de participação no amistoso desta noite contra El Salvador, como confirmou o selecionador espanhol, assegura que se encontra totalmente recuperado de suas dores nas costas e de sua lesão no quadril. "Me encontro bem fisicamente e estou muito motivado para jogar esta Copa. Não vou perdoar nada. Darei tudo, como sempre fiz nas equipes nas quais joguei", finalizou.

O mais visto em ...Top 50