Seleccione Edição
Login

Um ‘stradivarius’ de recorde

Sotheby's leiloará uma viola feita pelo maestro italiano em 26 de junho

O preço inicial, 99,3 milhões de reais, é o mais caro da história por um instrumento

Só restam dez violas criadas por Antonio Stradivarius no mundo. E acredita-se que somente duas foram feitas pelo maestro italiano durante o que se conhece como seu “período dourado”. Uma delas será leiloada por Sotheby’s em 26 de junho. A casa confia que a viola poderá superar o recorde de outro stradivarius, o violino de 1721, Lady bunt, vendido em 2011 por 35,7 milhões de reais, e assim se converteria no instrumento mais caro já leiloado. Para isso, bastaria com que fosse adquirido por seu preço inicial: 45 milhões de dólares (99,3 milhões de reais).

Ontem a viola foi apresentada em Paris, última etapa de um percurso planetário que tocou Nova York e Hong Kong antes de que o instrumento volte à sombra a espera de ser leiloado. O próximo a desfrutar já será seu novo proprietário. Os assistentes puderam degustar do som desta joia durante a apresentação francesa, realizada pelo maestro em 1719, e tocada na terça-feira pelo músico David Aaron Carpenter.

Sotheby’s receberá as ofertas em 26 de junho, segundo o sistema conhecido em inglês como Sealed first-price auction: todos os interessados enviam sua proposta ao mesmo tempo sem saber quanto os demais ofereceram.

A viola, apelidada de Macdonald devido ao sobrenome de um barão que foi um de seus anteriores donos, está em perfeitas condições, segundo o especialista em instrumentos britânico Tim Legend, citado pela agência Reuters. “Foi bem cuidada desde que seu último proprietário morreu, em 1987. Adquiriu um status mítico já que, embora se saiba que provavelmente se trata do maior stradivarius do planeta, ninguém foi capaz de se dar conta disso”, acrescenta Legend a Reuters