AMISTOSO ESPAnhA e ITáLIA

Segunda oportunidade para Diego Costa

Del Bosque convoca para o amistoso contra a Itália (quarta-feira) o atacante brasileiro do Atlético, que não pôde estrear em sua primeira convocação após uma lesão muscular

Del Bosque em uma imagem de arquivo.
Del Bosque em uma imagem de arquivo.

A aparição repentina de Diego Costa é a principal novidade na lista confeccionada por Vicente del Bosque para o amistoso em benefício da Asociación de Futbolistas Españoles (AAFE), que será disputado Espanha e Itália na próxima quarta-feira, 5 de março, no Vicente Calderón. O duelo contra o time italiano será o último ensaio da La Roja antes de o treinador elaborar a relação definitiva de jogadores que viajarão neste verão ao Mundial. Em meados de maio, o técnico selecionará os 30 jogadores de futebol, dos quais 23 irão finalmente ao Brasil. A presença de Thiago e Azpilicueta, bem como as ausências de Arbeloa, Mata, Villa, Llorente e Torres, são as outras notas destacadas da citação.

A LISTA CONTRA A ITÁLIA

GOLEIROS: Casillas, Valdés e Reina.

DEFESAS:  Juanfran, Javi Martínez, Sergio Ramos, Jordi Alba, Azpilicueta e Albiol.

MEIO DE CAMPO: Xabi Alonso, Busquets, Xavi, Koke, Thiago, Iniesta, Jesús Navas, Cazorla e Cesc.

ATACANTES: Diego Costa, Negredo, Pedro e Silva.

"Há mais de dois jogadores importantes que ficaram fora. É uma lista única e exclusivamente para a partida diante Itália. Ainda há tempo pela frente. Sempre há incidentes ou episódios que podem fazer as coisas mudar, não acho que nos esqueçamos de nada", disse o treinador.

Após o imbróglio burocrático que permitirá jogar pela Espanha, Diego Costa foi citado por Del Bosque para os amistosos contra a Guiné e a África do Sul em novembro. No entanto, uma lesão muscular durante um jogo da Liga contra o Villarreal o impediu de estrear pela La Roja nos amistosos contra a Guiné e a África do Sul. Isso vai acontecer provavelmente na próxima quarta-feira. E será contra a Itália, o mesmo rival que disputou sua primeira partida (amistosa) com a seleção do Brasil. O artilheiro soma 21 gols na Liga, cinco na Liga dos Campeões e um a mais na Copa. "É um caso singular, não jogou conosco nunca, vem pelos méritos obtidos com o Atlético. Achamos que pode nos ajudar a ser melhores e por isso está incluído na lista", disse Del Bosque.

A presença de Thiago é outra nota significativa. O meio do Bayern, assíduo nas categorias inferiores da seleção, disputará sua quarta partida com uma elástica absoluta. Em 2011, jogou um amistoso contra Itália; nesse mesmo ano participou em um partida oficial contra Liechtenstein; e o último em 2013, um amistoso contra Equador. "Não é um recém-chegado, está jogando bem no Bayern, uma das melhores equipes da Europa e com concorrência no meio de campo", disse o treinador. O verão passado foi transferido do Barcelona ao clube alemão por 25 milhões de euros. Solicitado por Guardiola, que já o fez debutar pelo Barça, arrancou com força na temporada. Mas uma lesão em um tornozelo o tirou dois meses dos campos. De volta, tomou as rédeas e seu rendimento está sendo espetacular.

O espanhol César Azpilicueta, defensor do Chelsea, é a terceira novidade. O lateral do Pamplona contabiliza só um internacional, mas é toda uma garantia na retaguarda dos blues. Seu técnico, José Mourinho, localizou tanto no lado direito como no esquerdo. "É um jogador do qual gosto muito. Acho que poderíamos ganhar a Champions League com 11 Azpilicuetas na equipe", disse o português recentemente. "Está jogando muito bem no Chelsea e esteve conosco na Copa das Confederações. Sua polivalência é boa para nós", disse Del Bosque.