‘Álbum de Família’: explosão de estrelas

O diretor norte-americano John Wells fala de seu filme. Desmente os rumores sobre a guerra de egos entre Meryl Streep e Julia Roberts

John Wells conversa com Meryl Streep durante a rodagem de ‘Álbum de Família’
John Wells conversa com Meryl Streep durante a rodagem de ‘Álbum de Família’

“Quando aceitei este trabalho só tinha uma coisa em mente, um objetivo: ‘Não estrague, não estrague, não estrague”. O comentário expressivo do diretor norte-americano John Wells (Virgínia, 1957) revela a pressão que teve de suportar depois de assumir as rédeas de ‘Álbum de família’. A obra, uma peça de teatro de fama internacional e assinada por Tracy Letts – que também escreveu o roteiro do filme – era um presentinho envenenado.

“É claro que você se sente honrado pela confiança, até que a honra dá lugar ao pânico pensando que o que você tem em suas mãos não é apenas um roteiro, mas a adaptação de uma obra que teve uma trajetória extraordinária no mundo. Então, a responsabilidade era dupla, e tentar levar o barco a bom porto foi um trabalho complicado de equipe. O ponto é que depois de chegar a certo ponto eu pensei que a única coisa que separava este filme do sucesso era eu. Se funcionasse, era mérito do roteiro original. Se não desse certo, a culpa era minha. Está claro o que digo, não?” [RISADAS], confessa Wells por telefone ao EL PAÍS desde Nova York, onde promove seu segundo filme como diretor após o notável ‘A Grande Virada’.

O elenco do filme, um dos mais aclamados na última edição do Festival de Cinema de Toronto (Canadá), reúne divas da interpretação como Julia Roberts e Meryl Streep, junto aos atores consagrados Chris Cooper e Sam Shepard, além de novas figuras como Benedict Cumberbatch e Abigail Breslin. Uma equipe que Wells coordenou com uma metáfora em mente: “Me fizeram esta pergunta muitíssimas vezes. Todos querem saber o que você diz a Julia Roberts ou a Meryl Streep. Ou como dirige Sam Shepard. Eu sempre respondo a mesma coisa: “Você não pode”.

Você não pode dirigir Roberts, Streep ou Shepard, você é apenas um coordenador

“O que você tenta é ser uma espécie de coordenador, um maestro de orquestra que não se mete na partitura, mas que tenta melhorar os arranjos”. A atitude de Wells, a quem os atores descreveram como “pacificador” durante a apresentação do filme em Toronto, não conseguiu evitar rumores de todos os tipos que falavam de brigas terríveis entre os intérpretes. A especulação mais difundida sugeria a terrível relação entre Streep e Roberts: “Aproveito a pergunta para desmentir completamente esses rumores. Eu também ouvi algo sobre isso e realmente não podia acreditar. A relação entre Meryl Streep e Julia Roberts foi absolutamente cordial durante as filmagens e gostaria de saber que diabos inventam esse tipo de coisas... suponho que são coisas que acontecem na era da internet”, diz Wells.

‘Álbum de Família’ conta a história de uma família que, como tem sido usual há cerca de duas décadas no cinema e na televisão, apresenta um problema sério que converte cada encontro em um inferno. O diretor, que se tornou famoso por seu trabalho em seriados do tamanho de Plantão Médico e Nos Bastidores do Poder, reconhece que o seu trabalho neste filme tem muito a ver com o seu mais recente Shameless: “[RISADAS] não tinha visto desta maneira, mas, sim, certamente há muitos pontos em comum entre esta família disfuncional de ‘Álbum de Família’ e os Gallagher [os protagonistas de Shameless], especialmente porque estão constantemente em crise, quase como uma forma de se rebelar contra convenções. A diferença reside, provavelmente, na mensagem final e na consciência de classe dos Weston... pensarei nisso”.

Arquivado Em: