Seleccione Edição
Login

O general sem arrependimento

Morre um dos líderes militares que colocou Israel em várias guerras contra os países árabes

  • 16 de novembro de 2005. O então primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, em seu escritório em Jerusalém, Israel.
    116 de novembro de 2005. O então primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, em seu escritório em Jerusalém, Israel. EFE
  • Ariel Sharon durante a Guerra da Independência de Israel em 1984. Aos 20 comandou uma companhia de infantaria na Brigada Alexandroni, ficando gravemente ferido na segunda batalha de Latrún.
    2Ariel Sharon durante a Guerra da Independência de Israel em 1984. Aos 20 comandou uma companhia de infantaria na Brigada Alexandroni, ficando gravemente ferido na segunda batalha de Latrún. GETTY
  • 29 de outubro de 1973. A primeira-ministra de Israel, Golda Meir acompanhada pelo General na reserva Ariel Sharon (e) durante sua visita à península do Sinai após ser ocupada por Israel.
    329 de outubro de 1973. A primeira-ministra de Israel, Golda Meir acompanhada pelo General na reserva Ariel Sharon (e) durante sua visita à península do Sinai após ser ocupada por Israel. REUTERS
  • 29 de Maio de 1967. O comandante israelense, Ariel Sharon, pouco antes de começar a Guerra dos Seis Dias 1967.
    429 de Maio de 1967. O comandante israelense, Ariel Sharon, pouco antes de começar a Guerra dos Seis Dias 1967. AP
  • 11 de dezembro de 1975. Ariel Sharon (e) conversa com o primeiro-ministro de Israel, Issac Rabin (centro), no interior de um avião. Ao seu lado, o ministro de Governo, Simón Peres.
    511 de dezembro de 1975. Ariel Sharon (e) conversa com o primeiro-ministro de Israel, Issac Rabin (centro), no interior de um avião. Ao seu lado, o ministro de Governo, Simón Peres. AP
  • 18 de outubro de 1973. O ministro de Defesa de Israel, Moshe Dayan (e) com o General Ariel Sharon na orla oeste do Canal de Suez. Segundo dia do ataque de Israel sobre Egito na Guerra de Yom Kipur.
    618 de outubro de 1973. O ministro de Defesa de Israel, Moshe Dayan (e) com o General Ariel Sharon na orla oeste do Canal de Suez. Segundo dia do ataque de Israel sobre Egito na Guerra de Yom Kipur. CORBIS
  • Fotografia cedida pelo escritório de imprensa do Governo israelense do então general de brigada Ariel Sharon (d) com a cabeça vendada após ficar ferido, estudando os mapas com o chefe do Estado Maior Haim Bar-Lev durante a guerra de Yom Kippur em 1973, no Deserto do Sinai no Egito.
    7Fotografia cedida pelo escritório de imprensa do Governo israelense do então general de brigada Ariel Sharon (d) com a cabeça vendada após ficar ferido, estudando os mapas com o chefe do Estado Maior Haim Bar-Lev durante a guerra de Yom Kippur em 1973, no Deserto do Sinai no Egito. AP
  • 1971. David Ben-Gurión, primeiro-ministro de Israel entre 1948 e 1954 e novamente entre 1955 e 1963 visita com Ariel Sharon a Linha Bar Lev, uma corrente de fortificações construídas por Israel ao longo da costa este do canal de Suez depois da captura da Península do Sinai ao Egito durante a guerra dos seis dias em 1967.
    81971. David Ben-Gurión, primeiro-ministro de Israel entre 1948 e 1954 e novamente entre 1955 e 1963 visita com Ariel Sharon a Linha Bar Lev, uma corrente de fortificações construídas por Israel ao longo da costa este do canal de Suez depois da captura da Península do Sinai ao Egito durante a guerra dos seis dias em 1967. Corbis
  • 15 de abril de 1982. O presidente egípcio Hosni Mubarak reúne-se com o ministro de Defesa israelense, Ariel Sharon, para discutir as diferenças fronteiriças entre Egito e Israel.
    915 de abril de 1982. O presidente egípcio Hosni Mubarak reúne-se com o ministro de Defesa israelense, Ariel Sharon, para discutir as diferenças fronteiriças entre Egito e Israel. Corbis
  • 9 de agosto de 1977. O primeiro-ministro israelense Menahem Begin fala com o ministro de Agricultura de Israel, Ariel Sharon.
    109 de agosto de 1977. O primeiro-ministro israelense Menahem Begin fala com o ministro de Agricultura de Israel, Ariel Sharon. REUTERS
  • 8 de junho de 1967. Ariel Sharon observa através a península do Sinai, durante a Guerra dos Seis Dias, onde comandou uma das três divisões da frente Sinai.
    118 de junho de 1967. Ariel Sharon observa através a península do Sinai, durante a Guerra dos Seis Dias, onde comandou uma das três divisões da frente Sinai. REUTERS
  • 7 de fevereiro de 2001. Um guarda-costas protege o primeiro-ministro eleito Ariel Sharon que toca o Muro das Lamentações enquanto reza, no dia após ter vencido as eleições legislativas israelenses.
    127 de fevereiro de 2001. Um guarda-costas protege o primeiro-ministro eleito Ariel Sharon que toca o Muro das Lamentações enquanto reza, no dia após ter vencido as eleições legislativas israelenses. REUTERS
  • 4 de março de 2002. Ariel Sharon (d), primeiro-ministro israelense, junto ao ministro de Defesa, Benjamín Ben Eliezer (e), durante uma sessão especial do Parlamento, em Jerusalém.
    134 de março de 2002. Ariel Sharon (d), primeiro-ministro israelense, junto ao ministro de Defesa, Benjamín Ben Eliezer (e), durante uma sessão especial do Parlamento, em Jerusalém. REUTERS
  • 25 de outubro de 1998. A secretária de Estado norte-americana, Madeleine Albright, conversa com o ministro de Exteriores, Ariel Sharon, durante as negociações em Wye Plantation, com os palestinos.
    1425 de outubro de 1998. A secretária de Estado norte-americana, Madeleine Albright, conversa com o ministro de Exteriores, Ariel Sharon, durante as negociações em Wye Plantation, com os palestinos. AP
  • 28 de setembro de 2000. O líder judeu opositor Ariel Sharon, rodeado de guarda-costas, visita o Templo do Monte, na esplanada das mesquitas da parte velha de Jerusalém, ato que provocaria a explosão de uma nova Intifada.
    1528 de setembro de 2000. O líder judeu opositor Ariel Sharon, rodeado de guarda-costas, visita o Templo do Monte, na esplanada das mesquitas da parte velha de Jerusalém, ato que provocaria a explosão de uma nova Intifada. AP
  • 4 de junho de 2003. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush (c), e os primeiros-ministro de Palestina, Abu Mazen (d) e de Israel, Ariel Sharon (e), durante uma reunião em Áqaba (Jordânia), para tentar começar o plano de paz para a zona conhecido como o "Roteiro".
    164 de junho de 2003. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush (c), e os primeiros-ministro de Palestina, Abu Mazen (d) e de Israel, Ariel Sharon (e), durante uma reunião em Áqaba (Jordânia), para tentar começar o plano de paz para a zona conhecido como o "Roteiro". POOL
  • 3 de janeiro de 2001. O líder do Likud, Ariel Sharon, candidato a primeiro-ministro de Israel, durante uma visita às posições israelenses em Tovlan, no vale do Jordão (Cisjordânia).
    173 de janeiro de 2001. O líder do Likud, Ariel Sharon, candidato a primeiro-ministro de Israel, durante uma visita às posições israelenses em Tovlan, no vale do Jordão (Cisjordânia). AP