Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Atividade incomum em uma base nuclear norte-coreana: um jogo de voleibol

Para analistas, ou Pyongyang sabe que a área de testes é fotografada ou essa mesma base está à espera de um possível lançamento futuro

Área administrativa da área de testes nucleares norte-coreana de Punggye-ri. No destaque, a quadra de voleibol, onde há uma partida em disputa.
Área administrativa da área de testes nucleares norte-coreana de Punggye-ri. No destaque, a quadra de voleibol, onde há uma partida em disputa. Getty

Analistas especializados na Coreia do Norte divulgaram ter sido detectada uma atividade incomum em um local recuado do país onde se realizam testes nucleares. Os trabalhadores estavam jogando voleibol. O grupo de monitores 38 North afirma que, em uma das imagens de satélite captadas no domingo passado, é possível ver o pessoal da segurança e de outros departamentos da base de testes Punggye-ri praticando essa modalidade esportiva, que é bastante popular na Coreia do Norte.

“Isso sugere que a instalação poderia estar em modo de espera”, disse Joseph Bermúdez, especialista em questões norte-coreanas e analista do 38 North, com sede em Washington. “Sugere também que os norte-coreanos estavam praticando esse esporte sabendo que nós os veríamos e divulgaríamos essa informação. Estão também nos enviando uma mensagem de que estão colocando a base de testes em situação de espera ou procurando nos enganar”.

Na semana passada, o 38 North divulgou que Punggye-ri estava “preparada e pronta” para realizar o seu sexto teste nuclear, possivelmente para fazê-lo coincidir com as comemorações, sábado passado, do aniversário de nascimento do fundador do regime, Kim II-Sung. Mas esse teste não aconteceu, embora o líder norte-coreano Kim Jong-un tenha lançado no domingo um míssil que, segundo o Pentágono, explodiu quase imediatamente após o lançamento.

MAIS INFORMAÇÕES