Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Uma catapulta: a última novidade para passar drogas do México aos EUA

Países desmantelam um sistema para lançar maconha por cima da cerca, na fronteira no Arizona

Foto da policial de fronteiras de catapulta-a achada na cerca com México. EFE

Uma catapulta. Pois se eram poucos os pesadelos de Donald Trump sobre a fronteira, aparece uma catapulta. Agentes do México e dos Estados Unidos desmontaram um artefato fixado na cerca que separa os dois países no Estado do Arizona, com o qual os narcotraficantes lançavam fardos de maconha e que, supostamente, poderia ser usado sobre qualquer muro.

A foto da catapulta foi publicada na terça-feira pelo escritório da Polícia de Fronteiras dos Estados Unidos com uma sucinta nota onde relatava que foi descoberta por seus agentes quando patrulhavam na altura da passagem fronteiriça de Douglas, Arizona, em meio ao deserto, uns 180 quilômetros a leste de Nogales.

Os agentes, segundo o comunicado, viram algumas pessoas que saíam correndo quando se aproximaram. Quando foram investigar, se depararam com uma catapulta fixada do lado mexicano da cerca. Eles então avisaram as autoridades do México, que procederam a desmontar o aparelho. Perto dali, os agentes dos EUA encontraram dois fardos de maconha, com 21 quilos de droga no total. Supostamente eram as últimas remessas da droga por via aérea com a catapulta.

A nota termina agradecendo às autoridades do México pela ajuda. Todos os especialistas com experiência direta na fronteira concordam em que a cooperação com o México é o fator-chave que permitiu melhorar substancialmente a segurança na fronteira nos últimos 20 anos.