Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Qual é a cor desta jaqueta (sim, de novo)?

Para algumas pessoas, é azul e branca, para outras, preta e marrom – e há mais opções

Faz um ano que discutimos sobre o vestido branco e dourado / azul e preto. #Thedress, uma das mais intensas discussões virais da história, volta à baila na forma de jaqueta de abrigo (#thejacket). Como na vez anterior, foi no Tumblr, de novo, que surgiu a dúvida: azul e branca ou preta e marrom?

A usuária da conta poppunkblogger, que se identifica como Nina Penzo, lançou nesta sexta-feira a pergunta, já pedindo desculpa. “Lamento criar outro meme ao estilo do estilo do vestido azul/preto e branco/dourado, mas uma amiga minha tem esta jaqueta e diz que é branca e azul, mas para mim é preta e marrom. Por favor me diga o que você vê”, diz no post, com uma foto da peça.

“Nina, o que foi que você fez?” é a pergunta que todo mundo faz e é trazida para nós por outro usuário do Tumblr, dammitmichael. A adolescente de 16 anos, que vive na Califórnia, segundo seu perfil no Tumblr, demonstrou na ABC News sua surpresa pela reação ao post. O canal de TV norte-americano e meios de comunicação como o Buzzfeed foram os primeiros a publicá-lo, agindo como um trampolim para sua viralização nas redes sociais.

O cantor e youtuber Ricky Dillon foi um dos que mais deram impulso à discussão no Twitter, compartilhando a imagem. Sua mensagem chegou perto dos mil retuítes. Sua resposta, dada diante de seus 2,3 milhões de seguidores, é que é verde e marrom. A modelo Kylie Jenner (14,5 milhões de seguidores) foi de azul e branco.

O problema, desta vez, é que não há só duas opções. Alguns dos que comentam dizem ver na peça, que mostra claramente o símbolo da marca esportiva que a fabricou, outras combinações de cores, que não as originalmente propostas por Nina. Buzzfeed e o jornal britânico Daily Mail criaram enquetes para que seus leitores digam que cores veem na jaqueta. Quando este texto foi escrito, estava na frente no Buzzfeed a opção azul e branca, contra a verde e dourada do Daily Mail.

A primeira coisa a fazer é deixar claro que a cor da foto não é necessariamente a da jaqueta. É a da jaqueta com essa iluminação, nessa foto. Para explicar por que alguns veem uma imagem de forma tão diferente de outros, fizemos o mesmo exame de cores que uma usuária do Twitter fez usando o Adobe para tirar a dúvida em relação ao vestido. Nessa imagem é possível ver que o seletor de cores do Photoshop indica quais cores da paleta correspondem às partes selecionadas da imagem, com determinada iluminação.

Qual é a cor desta jaqueta (sim, de novo)?

Verne

Há um ano, perguntamos sobre as diferentes percepções de cor em relação ao vestido a Julio Lillo Jover, professor de ergonomia da Universidade Complutense de Madri. Na ocasião, ele explicou que em casos em que não haja informação espacial suficiente, como talvez aconteça nessas imagens, o cérebro compensa certos excessos e falhas da iluminação do ambiente. Todos nós compensamos cores, mas às vezes de maneiras diferentes.

Além disso, é preciso lembrar que no mundo físico não existem cores, e sim, luz. Os objetos absorvem parte do espectro eletromagnético e refletem o resto, que é o que vemos e nosso cérebro interpreta como cor. Como explica este artigo publicado pela BBC, nossa visão das cores começa nos fotorreceptores, que transformam a informação da luz em sinais elétricos, enviados ao cérebro.

Também por causa do famoso vestido, em fevereiro do ano passado analisamos o motivo de uma questão aparentemente simples ter dado a volta ao mundo. Entre os fatores que contribuem para uma imagem assim se tornar viral está o fato de gerar comoção (o assombro provocado por alguns dizerem que veem de certo jeito, e outros, de outro). Também se trata de uma questão que leva a interagir com os outros e emitir abertamente uma opinião (sobre um tema leve, que não cria grandes aborrecimentos num grupo). E, especialmente, estimula ao compartilhamento para saber a opinião dos outros: para o meme fazer sentido é preciso ter a participação do outro. A essas razões e outras se junta agora a existência de um predecessor viral de impacto mundial como o célebre vestido.

MAIS INFORMAÇÕES