Seleccione Edição
Canal de Suez
Uma criança observa os trabalhos de resgate no canal de Suez.

Seis dias para desencalhar o meganavio no canal de Suez, em imagens

16 fotos

As manobras para retirar o 'Ever Given' e liberar o fluxo da importante rota marítima mundial dominaram o noticiário da última semana

  • As manobras para tentar reflutuar o porta-contêineres 'Ever Given', encalhado no canal de Suez desde a última terça-feira, foram bem-sucedidas após seis dias. O tráfego na importante rota marítima foi restaurado. Na imagem os rebocadores conseguem mover o navio, nesta segunda-feira.
    1As manobras para tentar reflutuar o porta-contêineres 'Ever Given', encalhado no canal de Suez desde a última terça-feira, foram bem-sucedidas após seis dias. O tráfego na importante rota marítima foi restaurado. Na imagem os rebocadores conseguem mover o navio, nesta segunda-feira. REUTERS
  • No momento em que o 'Ever Given' voltou a flutuar, pelo menos 367 navios aguardavam para conseguir cruzar o canal, que estava com o tráfego oficialmente suspenso desde a última quinta-feira. Dentre as embarcações, 98 são graneleiros, 96 transportam contêineres e 35 transportadores de óleo. Na imagem, duas pessoas observam a passagem do 'Even Given', nesta segunda-feira.
    2No momento em que o 'Ever Given' voltou a flutuar, pelo menos 367 navios aguardavam para conseguir cruzar o canal, que estava com o tráfego oficialmente suspenso desde a última quinta-feira. Dentre as embarcações, 98 são graneleiros, 96 transportam contêineres e 35 transportadores de óleo. Na imagem, duas pessoas observam a passagem do 'Even Given', nesta segunda-feira. Getty Images
  • Na manhã de segunda-feira, Osama Rabie, chefe no comando da operação, informou que o navio começou a flutuar "satisfatoriamente" e que graças às manobras de tensionamento e reboque, a popa do navio foi deslocada até 102 metros da costa, no lugar dos quatro metros anteriores. Ao meio-dia os rebocadores conseguiram descarregar o resto do barco. Na imagem os rebocadores conseguem mover o 'Ever Given', nesta segunda-feira.
    3Na manhã de segunda-feira, Osama Rabie, chefe no comando da operação, informou que o navio começou a flutuar "satisfatoriamente" e que graças às manobras de tensionamento e reboque, a popa do navio foi deslocada até 102 metros da costa, no lugar dos quatro metros anteriores. Ao meio-dia os rebocadores conseguiram descarregar o resto do barco. Na imagem os rebocadores conseguem mover o 'Ever Given', nesta segunda-feira. REUTERS
  • Rebocadores conseguem movimentar o navio 'Ever Given', no Canal de Suez. As manobras para o refluxo do navio foram bem-sucedidas na manhã de segunda-feira, enquanto 367 navios aguardam o restabelecimento do tráfego suspenso há seis dias. O trabalho agora está direcionado a colocar o cargueiro em posição para desbloquear o canal.
    4Rebocadores conseguem movimentar o navio 'Ever Given', no Canal de Suez. As manobras para o refluxo do navio foram bem-sucedidas na manhã de segunda-feira, enquanto 367 navios aguardam o restabelecimento do tráfego suspenso há seis dias. O trabalho agora está direcionado a colocar o cargueiro em posição para desbloquear o canal.
  • Uma imagem de satélite divulgada pela Maxar Technologies mostra o trabalho dos rebocadores, neste sábado. O 'Ever Given', um dos maiores navios porta-contêineres do mundo e propriedade da empresa de navegação Evergreen, está encalhado desde quarta-feira no estratégico Canal de Suez, a via navegável interior que liga o Mar Vermelho ao Mediterrâneo, bloqueando a circulação em ambas as direções e causando um grande congestionamento em uma das principais artérias para o transporte marítimo mundial.
    5Uma imagem de satélite divulgada pela Maxar Technologies mostra o trabalho dos rebocadores, neste sábado. O 'Ever Given', um dos maiores navios porta-contêineres do mundo e propriedade da empresa de navegação Evergreen, está encalhado desde quarta-feira no estratégico Canal de Suez, a via navegável interior que liga o Mar Vermelho ao Mediterrâneo, bloqueando a circulação em ambas as direções e causando um grande congestionamento em uma das principais artérias para o transporte marítimo mundial. AFP
  • Trabalho de flutuação sendo realizado no navio porta-contêiner 'Ever Given', neste domingo. O incidente foi causado pela falta de visibilidade e fortes rajadas de vento derivadas das más condições climáticas no Egito, de acordo com a Autoridade do Canal de Suez.
    6Trabalho de flutuação sendo realizado no navio porta-contêiner 'Ever Given', neste domingo. O incidente foi causado pela falta de visibilidade e fortes rajadas de vento derivadas das más condições climáticas no Egito, de acordo com a Autoridade do Canal de Suez. EFE
  • Rebocadores tentam descarregar o navio neste domingo. O Canal de Suez, com 160 quilômetros de comprimento e cerca de 300 metros de largura, foi inaugurado oficialmente em 1869.
    7Rebocadores tentam descarregar o navio neste domingo. O Canal de Suez, com 160 quilômetros de comprimento e cerca de 300 metros de largura, foi inaugurado oficialmente em 1869. EFE
  • Vista aérea desde um avião comercial onde vários barcos podem ser vistos esperando na entrada do Canal de Suez, neste sábado. O transporte marítimo responde por entre 70% e 80% do comércio mundial, segundo dados da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, e de acordo com as cifras de 2019, 13% desse comércio passa pelo Canal de Suez.
    8Vista aérea desde um avião comercial onde vários barcos podem ser vistos esperando na entrada do Canal de Suez, neste sábado. O transporte marítimo responde por entre 70% e 80% do comércio mundial, segundo dados da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, e de acordo com as cifras de 2019, 13% desse comércio passa pelo Canal de Suez. AFP
  • Uma escavadeira remove terra próxima ao navio, na última quinta-feira. O Canal de Suez é a principal rota de comércio entre a Ásia e a Europa, embora as rotas mais movimentadas sejam as que passam pelo Estreito de Malaca, centro do comércio intra-asiático, e pelo Canal da Mancha, por onde passam 400 navios por dia, embora menor.
    9Uma escavadeira remove terra próxima ao navio, na última quinta-feira. O Canal de Suez é a principal rota de comércio entre a Ásia e a Europa, embora as rotas mais movimentadas sejam as que passam pelo Estreito de Malaca, centro do comércio intra-asiático, e pelo Canal da Mancha, por onde passam 400 navios por dia, embora menor. AFP
  • Ossama Rabei, chefe da Autoridade do Canal de Suez, assiste ao 'Ever Given' de outro navio na quinta-feira. Rabie explicou que a operação de resgate começou imediatamente após o acidente, na última terça-feira.
    10Ossama Rabei, chefe da Autoridade do Canal de Suez, assiste ao 'Ever Given' de outro navio na quinta-feira. Rabie explicou que a operação de resgate começou imediatamente após o acidente, na última terça-feira. efe
  • Um grande número de navios espera na entrada do Canal de Suez, perto da cidade de Ismailia. A seguradora alemã Allianz publicou sexta-feira um relatório sobre a situação no Canal, no qual estimou as perdas semanais para o comércio mundial entre 6.000 e 10.000 milhões de dólares (entre 35.620 e 57.700 milhões de reais).
    11Um grande número de navios espera na entrada do Canal de Suez, perto da cidade de Ismailia. A seguradora alemã Allianz publicou sexta-feira um relatório sobre a situação no Canal, no qual estimou as perdas semanais para o comércio mundial entre 6.000 e 10.000 milhões de dólares (entre 35.620 e 57.700 milhões de reais). Efe
  • Contêineres do 'Ever Given' vistos de uma cidade perto do Canal de Suez, neste domingo. O 'Ever Given', de 400 metros de comprimento, 59 de largura e com uma tonelagem de 224 mil toneladas, segundo o comunicado da Autoridade do Canal de Suez, está entre os maiores navios porta-contêineres do mundo.
    12Contêineres do 'Ever Given' vistos de uma cidade perto do Canal de Suez, neste domingo. O 'Ever Given', de 400 metros de comprimento, 59 de largura e com uma tonelagem de 224 mil toneladas, segundo o comunicado da Autoridade do Canal de Suez, está entre os maiores navios porta-contêineres do mundo. Getty Images
  • Trabalho de reflutuação do megavio, na última quarta-feira. Apesar das mensagens otimistas que tanto a Autoridade do Canal de Suez quanto os arredores do navio encalhado tentavam transmitir, o Presidente do Egito, Abdelfatá Al Sisi, já havia ordenado que fossem feitos preparativos caso fosse necessário liberar parte da carga a bordo o 'Ever Given'
    13Trabalho de reflutuação do megavio, na última quarta-feira. Apesar das mensagens otimistas que tanto a Autoridade do Canal de Suez quanto os arredores do navio encalhado tentavam transmitir, o Presidente do Egito, Abdelfatá Al Sisi, já havia ordenado que fossem feitos preparativos caso fosse necessário liberar parte da carga a bordo o 'Ever Given' AP
  • Uma criança observa o navio desde uma cidade próxima ao Canal de Suez, na última quinta-feira. A Royal Boskalis Westminster, empresa a quem os proprietários do 'Ever Given' — a empresa japonesa Shoei Kisen Kaisha — encomendaram o resgate do navio, só foi capaz de especificar que levará "vários dias ou até semanas" para conseguir liberar o canal.
    14Uma criança observa o navio desde uma cidade próxima ao Canal de Suez, na última quinta-feira. A Royal Boskalis Westminster, empresa a quem os proprietários do 'Ever Given' — a empresa japonesa Shoei Kisen Kaisha — encomendaram o resgate do navio, só foi capaz de especificar que levará "vários dias ou até semanas" para conseguir liberar o canal. AP
  • Uma escavadeira trabalha próxima à proa do navio, na terça-feira (23). A Autoridade do Canal de Suez tentou combinar o trabalho de escavadeiras e dragas —responsáveis ​​por extrair areia das bordas do canal para criar espaço e remover o fundo no qual a proa e a popa ficam encalhadas para facilitar os movimentos que favorecem a flutuação do barco— com a dos rebocadores, que tentam arrastar o casco para endireitá-lo.
    15Uma escavadeira trabalha próxima à proa do navio, na terça-feira (23). A Autoridade do Canal de Suez tentou combinar o trabalho de escavadeiras e dragas —responsáveis ​​por extrair areia das bordas do canal para criar espaço e remover o fundo no qual a proa e a popa ficam encalhadas para facilitar os movimentos que favorecem a flutuação do barco— com a dos rebocadores, que tentam arrastar o casco para endireitá-lo. ap
  • O navio porta-contêineres 'Ever Given' após o bloqueio do Canal de Suez, na terça-feira (23).
    16O navio porta-contêineres 'Ever Given' após o bloqueio do Canal de Suez, na terça-feira (23). EFE