Seleccione Edição
Login
Uma escola para órfãos em Kampala

Uma escola para órfãos em Kampala

15 fotos

Uma visita ao Centro da Criança de Uganda, inaugurado em 1998 na capital do país africano, onde crianças e adolescentes carentes e sem família são bem-vindos para aprender uma profissão

  • O Centro Infantil de Uganda é fundado em 1998 como uma escola profissional em Kampala, capital de Uganda, onde crianças e adolescentes carentes são bem-vindos para aprender um ofício. Em 2018, este país tinha 42,7 milhões de habitantes, dos quais 23% são considerados analfabetos. Além disso, 4% da população está desempregada e outros 25% vivem em extrema pobreza.
    1O Centro Infantil de Uganda é fundado em 1998 como uma escola profissional em Kampala, capital de Uganda, onde crianças e adolescentes carentes são bem-vindos para aprender um ofício. Em 2018, este país tinha 42,7 milhões de habitantes, dos quais 23% são considerados analfabetos. Além disso, 4% da população está desempregada e outros 25% vivem em extrema pobreza.
  • Instituto Makindye é o nome deste centro devido à demarcação territorial em que se encontra, dentro do distrito de Kampala. “Nós queríamos que o local estivesse mais perto da gente, das comunidades locais”, afirma Fred Kakembo, diretor e cofundador do projeto.
    2Instituto Makindye é o nome deste centro devido à demarcação territorial em que se encontra, dentro do distrito de Kampala. “Nós queríamos que o local estivesse mais perto da gente, das comunidades locais”, afirma Fred Kakembo, diretor e cofundador do projeto.
  • Um dos problemas em Uganda é a alta taxa de natalidade em mulheres que não atingem a maioridade. Segundo o Centro Nacional de Estatísticas, uma em cada quatro adolescentes, de 15 a 19 anos, está grávida.
    3Um dos problemas em Uganda é a alta taxa de natalidade em mulheres que não atingem a maioridade. Segundo o Centro Nacional de Estatísticas, uma em cada quatro adolescentes, de 15 a 19 anos, está grávida.
  • Sarah Nalubwama Birungi é uma aluna que se esforça para obter o Certificado Nacional de Serviços Eletrônicos, um diploma não muito comum entre as mulheres e que exige estudos em matemática. Na ausência do professor, ela realiza suas operações no quadro. O jovem de camisa xadrez se chama Peter Sentume e é um órfão patrocinado por uma organização cristã chamada Watato. Ele também está determinado a terminar seus estudos.
    4Sarah Nalubwama Birungi é uma aluna que se esforça para obter o Certificado Nacional de Serviços Eletrônicos, um diploma não muito comum entre as mulheres e que exige estudos em matemática. Na ausência do professor, ela realiza suas operações no quadro. O jovem de camisa xadrez se chama Peter Sentume e é um órfão patrocinado por uma organização cristã chamada Watato. Ele também está determinado a terminar seus estudos.
  • Alguns materiais e atividades da aula de Física. Fred Kakembo, diretor do centro, comenta o quanto admira um dos professores especializados no assunto, chamado Itungo.
    5Alguns materiais e atividades da aula de Física. Fred Kakembo, diretor do centro, comenta o quanto admira um dos professores especializados no assunto, chamado Itungo.
  • Ivan Ogeng, um estudante da loja de ferragens, chegou ao centro pelas mãos da SOS, um orfanato encarregado de cuidar de crianças que são abandonadas por suas famílias nas portas do mesmo centro, em lixeiras ou em circunstâncias semelhantes.
    6Ivan Ogeng, um estudante da loja de ferragens, chegou ao centro pelas mãos da SOS, um orfanato encarregado de cuidar de crianças que são abandonadas por suas famílias nas portas do mesmo centro, em lixeiras ou em circunstâncias semelhantes.
  • Alguns dos ofícios oferecidos por este centro é o de cabeleireiro e estética, escolhido principalmente por mulheres adolescentes. Algumas delas já são mães e devem frequentar a escola com os filhos para não faltar às aulas. Outras profissões oferecidas são: informática, instalações eletrônicas e elétricas, moda e design, restauração, forjamento, mecânica, encanamento, alvenaria, decoração e organização de eventos, administração e administração de empresas e negócios.
    7Alguns dos ofícios oferecidos por este centro é o de cabeleireiro e estética, escolhido principalmente por mulheres adolescentes. Algumas delas já são mães e devem frequentar a escola com os filhos para não faltar às aulas. Outras profissões oferecidas são: informática, instalações eletrônicas e elétricas, moda e design, restauração, forjamento, mecânica, encanamento, alvenaria, decoração e organização de eventos, administração e administração de empresas e negócios.
  • Corte e costura é uma das profissões estrelas do programa. A maioria das mulheres vem, embora também haja alguns homens, como Israel Muluzi. Ele tem 17 anos e trabalha em uma barbearia à tarde, depois da escola, para poder pagar pelo curso e obter um certificado em Moda e Design.
    8Corte e costura é uma das profissões estrelas do programa. A maioria das mulheres vem, embora também haja alguns homens, como Israel Muluzi. Ele tem 17 anos e trabalha em uma barbearia à tarde, depois da escola, para poder pagar pelo curso e obter um certificado em Moda e Design.
  • O material e as ferramentas iniciais para aprender uma profissa6o são doados pelos patrocinadores na maioria dos casos. "Quando o patrocínio termina, somos nós que os compramos com dinheiro das mensalidades", diz Fred Kakembo. “É um desafio, já que as ferramentas e equipamentos são muito caros, pois o Governo ainda não removeu os impostos sobre esses produtos. Eles nem fornecem doações para instituições privadas ”, diz o diretor.
    9O material e as ferramentas iniciais para aprender uma profissa6o são doados pelos patrocinadores na maioria dos casos. "Quando o patrocínio termina, somos nós que os compramos com dinheiro das mensalidades", diz Fred Kakembo. “É um desafio, já que as ferramentas e equipamentos são muito caros, pois o Governo ainda não removeu os impostos sobre esses produtos. Eles nem fornecem doações para instituições privadas ”, diz o diretor.
  • Os alunos assistem às aulas voluntariamente e comprometidos. De acordo com Fred Kakembo, diretor do centro, "você pode dizer que eles são os que constroem este centro com sua colaboração e envolvimento".
    10Os alunos assistem às aulas voluntariamente e comprometidos. De acordo com Fred Kakembo, diretor do centro, "você pode dizer que eles são os que constroem este centro com sua colaboração e envolvimento".
  • No centro de formação, são os próprios alunos que decidem o que estudar para serem profissionais em um ramo específico e saem da pobreza em que estão. Kampala tem 47.730 órfãos de 0 a 17 anos, dos quais 41.848, de 6 a 17 anos, não estão na escola.
    11No centro de formação, são os próprios alunos que decidem o que estudar para serem profissionais em um ramo específico e saem da pobreza em que estão. Kampala tem 47.730 órfãos de 0 a 17 anos, dos quais 41.848, de 6 a 17 anos, não estão na escola.
  • Mercy Mwagala é uma estudante queniana de moda e design. Ela está na escola há dois anos, onde também reside. Seus pais, que moram no Quênia, pagam a taxa do curso.
    12Mercy Mwagala é uma estudante queniana de moda e design. Ela está na escola há dois anos, onde também reside. Seus pais, que moram no Quênia, pagam a taxa do curso.
  • O número de estudantes graduados nos últimos 10 anos que obtiveram um certificado profissional excede 2.000.
    13O número de estudantes graduados nos últimos 10 anos que obtiveram um certificado profissional excede 2.000.
  • Emma Semanza é uma congolesa que trabalha como cozinheira no centro de estudos há oito anos.
    14Emma Semanza é uma congolesa que trabalha como cozinheira no centro de estudos há oito anos.
  • Sala de aula de forja e ferraria. A imagem mostra o caos que reina nesta sala, cheio de materiais doados por patrocinadores que pagam as mensalidades de alguns dos alunos.
    15Sala de aula de forja e ferraria. A imagem mostra o caos que reina nesta sala, cheio de materiais doados por patrocinadores que pagam as mensalidades de alguns dos alunos.