Seleccione Edição
Login
Ouro Preto revive a procissão do Fogaréu após 100 anos

Ouro Preto revive a procissão do Fogaréu após 100 anos

8 fotos

A tradição do século 18 é uma encenação da prisão de Jesus no Jardim das Oliveiras

  • Fiéis se preparam para o início da Procissão do Fogaréu pelas ruas históricas de Ouro Preto, em Minas Gerais, na quinta-feira (18). Evento faz parte das celebrações religiosas da Semana Santa.
    1Fiéis se preparam para o início da Procissão do Fogaréu pelas ruas históricas de Ouro Preto, em Minas Gerais, na quinta-feira (18). Evento faz parte das celebrações religiosas da Semana Santa.
  • Depois de cem anos, Ouro Preto, cidade a 100km de Belo Horizonte, revive a tradição do século 18 da Procissão do Fogaréu.
    2Depois de cem anos, Ouro Preto, cidade a 100km de Belo Horizonte, revive a tradição do século 18 da Procissão do Fogaréu.
  • São 40 fiéis, entre homens e mulheres, carregando tochas de fogo, usando capuzes e vestidos de preto dos pés à cabeça.
    3São 40 fiéis, entre homens e mulheres, carregando tochas de fogo, usando capuzes e vestidos de preto dos pés à cabeça.
  • Seus trajes são de origem medieval e representam os soldados romanos conhecidos como Farricocos, que prenderam Jesus na noite da Santa Ceia.
    4Seus trajes são de origem medieval e representam os soldados romanos conhecidos como Farricocos, que prenderam Jesus na noite da Santa Ceia.
  • O objetivo de usar essas roupas era para que pudessem reparar seus pecados sem ter que revelar sua identidade em público
    5O objetivo de usar essas roupas era para que pudessem reparar seus pecados sem ter que revelar sua identidade em público
  • A procissão é uma encenação da prisão de Jesus no Jardim das Oliveiras.
    6A procissão é uma encenação da prisão de Jesus no Jardim das Oliveiras.
  • O percurso de aproximadamente três quilômetros tem início no adro da igreja de São Francisco de Assis e termina na igreja de Nossa Senhora das Dores.
    7O percurso de aproximadamente três quilômetros tem início no adro da igreja de São Francisco de Assis e termina na igreja de Nossa Senhora das Dores.
  • Centenas de pessoas acompanharam a procissão, que saiu às 23hs da quinta-feira (18), logo após a celebração da Missa de Lava-pés.
    8Centenas de pessoas acompanharam a procissão, que saiu às 23hs da quinta-feira (18), logo após a celebração da Missa de Lava-pés.