Seleccione Edição
Login
'Leilão Lula Livre'
Lula fala em uma assembleia dos metalúrgicos em São Bernardo do Campo (SP), em 1979.

As fotos mais valiosas de Lula

11 fotos

Leilão realizado em São Paulo e João Pessoa, promovido por um grupo de 43 fotógrafos, arrecadou cerca de 623.900 reais com a venda de 50 fotografias da carreira política e da vida pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O dinheiro será doado para o Instituto Lula e faz parte de uma campanha civil pela liberação do petista, preso há quase um ano em Curitiba, condenado por corrupção

  • 'Leilão Lula Livre'
    1Um grupo de 43 fotógrafos profissionais comercializou em um leilão 50 fotos históricas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que neste domingo, 7 de abril, completa um ano preso na sede da Polícia Federal em Curitiba, condenado sob a acusação de corrupção e lavagem de dinheiro. O 'Leilão Lula Livre', promovido em São Paulo e em João Pessoal, arrecadou 623.900 reais, que serão doados ao Instituto Lula. A fotografia que recebeu o maior lance do leilão é justamente a do dia da prisão de Lula, em 7 de abril de 2018, carregado por uma multidão de apoiadores em frente do prédio do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo (São Paulo). A imagem foi feita pelo fotógrafo Paulo Pinto e vendida a 65.000 reais.
  • 'Leilão Lula Livre'
    2O evento faz parte de uma campanha civil que defende que Lula seja posto em liberdade. Todas as fotos foram autografadas por Lula e pelos fotógrafos, e cobrem mais de 40 anos da vida do metalúrgico que ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores e viria a presidir o Brasil entre os anos 2003 e 2010. Há desde registros de um jovem Lula discursando na greve do metalúrgicos no ABC Paulista, em 1979, até momentos das campanhas eleitorais e da véspera da prisão do petista. O lance mínimo no leilão era de 1.313 reais --uma alusão ao número do partido nas urnas. A fotografia vendida pelo segundo maior foi feita por Ricardo Stuckert, fotógrafo oficial do Planalto durante os anos Lula, e mostra o ex-presidente sendo abraçado por militantes na cidade de Barbalha (Ceará), em setembro de 2016. A imagem foi vendida por 50.000 reais.
  • 'Leilão Lula Livre'
    3Os maiores lances do leilão, cujos valores variavam de 5.000 a 65.000, saíram das mãos da empresária Rosane Gutjahr, de 61 anos. De acordo com a revista 'Veja', ela gastou 227.800 reais em oito fotografias. A foto vendida pelo terceiro maior montante também é de autoria de Stuckert: a imagem que mostra o ex-presidente fazendo o passo de dança 'sarrada no ar' —e que viralizou nas redes sociais— foi arrematada por 40.000 reais. Na foto, Lula dança com estudantes da Juventude do PT da Bahia, em Salvador, em agosto de 2017.
  • A foto vendida pelo quarto maior montante também é do dia da prisão do ex-presidente, porém, este registro foi feito pelo fotógrafo Francisco Proner, em 7 de abril de 2018, de outro ângulo. A foto foi leiloada por 25.000 reais. O ex-presidente, que está preso há quase um ano em Curitiba, assinou as impressões que serão entregues pelo coletivo 'Fotógrafos pela Democracia' aos compradores, cujas identidades foram mantidas em sigilo.
    4A foto vendida pelo quarto maior montante também é do dia da prisão do ex-presidente, porém, este registro foi feito pelo fotógrafo Francisco Proner, em 7 de abril de 2018, de outro ângulo. A foto foi leiloada por 25.000 reais. O ex-presidente, que está preso há quase um ano em Curitiba, assinou as impressões que serão entregues pelo coletivo 'Fotógrafos pela Democracia' aos compradores, cujas identidades foram mantidas em sigilo.
  • 'Leilão Lula Livre'
    5Uma foto em que se vê o ex-presidente Lula discursando durante uma assembleia dos Metalúrgicos no Estádio Vila Euclides, em São Bernardo do Campo (São Paulo), em 1979, foi a quinta imagem mais cara do leilão: foi vendida por 20.000 reais.
  • Leiloada por 18.000 reais, a imagem mostra Lula ao lado da ex-primeira-dama Marisa Letícia (que faleceu em 2017), na residência do casal em São Bernardo do Campo, em 1983.
    6Leiloada por 18.000 reais, a imagem mostra Lula ao lado da ex-primeira-dama Marisa Letícia (que faleceu em 2017), na residência do casal em São Bernardo do Campo, em 1983.
  • A imagem, feita pelo fotógrafo Luiz Prados em 1989, foi vendida por 18.000 reais. O registro é do encontro entre Lula, então presidente do PT, em sua casa em São Bernardo do Campo, ao lado de Fidel Castro. O site do leilão especificava: a "fotografia assinada pelo presidente Lula em 01.01.2019 | Carimbada pelos Fotógrafos pela Democracia. Pigmento mineral sobre papel 100% algodão. Papel Photo Rag 308 Hahnemühle. 30X45 cm. p&b.".
    7A imagem, feita pelo fotógrafo Luiz Prados em 1989, foi vendida por 18.000 reais. O registro é do encontro entre Lula, então presidente do PT, em sua casa em São Bernardo do Campo, ao lado de Fidel Castro. O site do leilão especificava: a "fotografia assinada pelo presidente Lula em 01.01.2019 | Carimbada pelos Fotógrafos pela Democracia. Pigmento mineral sobre papel 100% algodão. Papel Photo Rag 308 Hahnemühle. 30X45 cm. p&b.".
  • A imagem de Lula carregado por militantes no dia de sua prisão, em São Bernardo do Campo, 07 de abril de 2018, foi vendida por 14.500 reais. A imagem foi assinada pelo ex-presidente em 31 de janeiro de 2019.
    8A imagem de Lula carregado por militantes no dia de sua prisão, em São Bernardo do Campo, 07 de abril de 2018, foi vendida por 14.500 reais. A imagem foi assinada pelo ex-presidente em 31 de janeiro de 2019.
  • Arrematada por 15.500 reais, a fotografia pertence à série que Bob Wolfenson fez para ser capa da extinta revista 'Senhor Vogue' em 1979. A foto não foi publicada por que Lula fumava. Realizada em sua casa em São Bernardo.
    9Arrematada por 15.500 reais, a fotografia pertence à série que Bob Wolfenson fez para ser capa da extinta revista 'Senhor Vogue' em 1979. A foto não foi publicada por que Lula fumava. Realizada em sua casa em São Bernardo.
  • A imagem, um registro do petista tomando um banho de mar na Praia da Lagoa Doce, no Piauí, quando ainda era presidente da República, em fevereiro de 2006, foi vendida por 15.000 reais. O valor do leilão será doado ao Instituto Lula. Preso desde 7 de abril de 2018, sob a acusação de corrupção, Lula aguarda a análise de um recurso pelo Supremo Tribunal Federal, impetrado pela defesa.
    10A imagem, um registro do petista tomando um banho de mar na Praia da Lagoa Doce, no Piauí, quando ainda era presidente da República, em fevereiro de 2006, foi vendida por 15.000 reais. O valor do leilão será doado ao Instituto Lula. Preso desde 7 de abril de 2018, sob a acusação de corrupção, Lula aguarda a análise de um recurso pelo Supremo Tribunal Federal, impetrado pela defesa.
  • A imagem de Lula desfilando em carro aberto no dia em que tomou posse para o primeiro mandato como ex-presidente, em janeiro de 2003, foi vendida a 13.000 reais e assinada por Lula em 25 de dezembro de 2018. O leilão foi realizado por um grupo de fotógrafos que doaram o valor à defesa do ex-presidente, preso após a condenação no processo referente ao tríplex do Guarujá (SP). Em fevereiro deste ano, Lula foi novamente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, desta vez pelo caso que envolve o sítio de Atibaia (SP), a 12 anos e 11 meses de prisão pela juíza Gabriela Hardt, que substitui temporariamente o ministro da Justiça, Sérgio Moro, no caso.
    11A imagem de Lula desfilando em carro aberto no dia em que tomou posse para o primeiro mandato como ex-presidente, em janeiro de 2003, foi vendida a 13.000 reais e assinada por Lula em 25 de dezembro de 2018. O leilão foi realizado por um grupo de fotógrafos que doaram o valor à defesa do ex-presidente, preso após a condenação no processo referente ao tríplex do Guarujá (SP). Em fevereiro deste ano, Lula foi novamente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, desta vez pelo caso que envolve o sítio de Atibaia (SP), a 12 anos e 11 meses de prisão pela juíza Gabriela Hardt, que substitui temporariamente o ministro da Justiça, Sérgio Moro, no caso.