Problema em subestação deixa estados no Norte e Nordeste sem energia

Houve "praticamente um colapso do sistema" na região Nordeste, diz o presidente do ONS Apagão foi causado por falha em um "disjuntor na subestação do Xingu"

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte em abril de 2017.
A Usina Hidrelétrica de Belo Monte em abril de 2017.Roberto Stuckert (PR)

A energia caiu na tarde desta quarta-feira em uma série de cidades espalhas pelos estados do Norte e Nordeste do país. Interrupções no fornecimento de energia foram registradas por moradores de municípios de Rio Grande do Norte, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí e Sergipe. Na região Norte, a queda de energia atingiu os estados do Tocantins, Amazonas, Pará e Amapá. Também houve registro de falta de energia em estados do Sul e do Sudeste, como São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, além do Distrito Federal.

Em entrevista coletiva, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira, disse que houve "praticamente um colapso do sistema" na região Nordeste. Segundo ele, o tempo de recomposição do Norte e do Nordeste foi mais demorado. "Obviamente que ninguém gosta de ficar sem energia, mas a recomposição tem de ser feita de forma cautelosa", afirmou, justificando o problema por uma falha em um "disjuntor na subestação do Xingu".

A Energisa, concessionária que atende diversos estados, emitiu comunicado oficial informando que “um problema técnico na Usina de Belo Monte [Pará] interrompeu o fornecimento de energia para o Norte, Nordeste e parte do Sudoeste”. Segundo a nota, o ONS disse que não há previsão de restabelecimento.

Responsável por Belo Monte, o Consórcio Norte Energia disse, por sua vez, disse que o apagão não foi originado pela usina. "Ao contrário do divulgado, a usina também foi afetada pela falha ocorrida", disse em comunicado.

O ONS informara por meio de nota, antes da entrevista coletiva, que as causas de desligamento estavam sendo investigadas. A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) disse que também está investigando a origem da falta de energia.

Em sua mensagem, o ONS informou que "hoje, 21 de março, às 15h48, uma perturbação no Sistema Interligado Nacional - SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento". "Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste", informou o ONS.

A queda de energia levou à viralização da hashtag #apagao no Twitter, por meio da qual centenas de moradores das regiões afetadas relatam a ausência de luz. Enquanto alguns usuários reclamam de mais de três horas sem energia, outros celebram a curta queda de luz em seu bairro.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: