Pelé não quer ser presidente da FIFA

Ex-jogador brasileiro assegura que não aceitou o posto para não se afastar das pessoas nas ruas

Edson Arantes do Nascimento, Pelé, ex-jogador de futebol brasileiro considerado um dos melhores do mundo, disse que não está interessado em ser presidente da FIFA. “Não acho que eu seria um bom presidente da FIFA, porque gosto de ajudar todo mundo em todas partes, porque viajo por todo o mundo. E quando se é presidente de uma organização assim, você se afasta disso”, disse a estrela do futebol que superou os 1.000 gols em sua trajetória como jogador e conquistou três campeonatos mundiais.

No final do ano passado Pelé declarou que os escândalos de corrupção da FIFA eram uma "vergonha", mas o brasileiro apoiou Joseph Blatter quando renovou seu cargo como presidente da instituição em junho do ano passado.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: