Seminário do EL PAÍS debate entraves da educação na América Latina

Especialistas da região discutem propostas para melhorar ensino por meio da inovação

Crianças na sala de aula
Crianças na sala de aulaHO / AFP

Com um investimento público estimando em mais de R$ 100 bilhões para este ano, o Ministério da Educação apresenta o terceiro maior orçamento da União entre as pastas, atrás apenas de Previdência e Saúde. Embora receba um volume considerável de recursos do Governo ano a ano, o desempenho dos alunos brasileiros figura entre os piores do mundo nos rankings da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A última edição do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) colocou o Brasil no 60ª lugar entre os 76 países avaliados —a Argentina está na posição 62º e a Colômbia, 67º.

Mais informações

Para debater os problemas que o setor da educação enfrenta na região, e levantar possíveis soluções para destravar o segmento, imprescindível para promoção do desenvolvimento econômico e social, o EL PAÍS, em parceria com a Fundação Santillana, está promovendo o Seminário Internacional Liderança e Inovação na Educação. O evento ocorrerá na próxima sexta-feira (18), das 8h às 18h, no Auditório da Telefônica Vivo, em São Paulo.

O evento contará com a presença de especialistas do setor, representantes do Ministério da Educação (MEC) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), focados no desenvolvimento de políticas públicas e de iniciativa privada para a educação. Marcarão presença os especialistas internacionais David Albury, diretor da Innovation Unit e consultor do Global Education Leaders' Partnership (GELP), e Ricardo Cuenca, diretor geral do Instituto de Estudos Peruanos (IEP).

Para participar do seminário, é preciso realizar a inscrição pelo site.

Mais informações