Música

Foo Fighters transforma protesto contra a própria banda em festa

Grupo aparece na manifestação em uma caminhonete com ‘Never gonna give you up’, de Rick Astley, no volume máximo. E dançando

Na última sexta-feira, a longa turnê do Foo Fighters nos Estados Unidos chegava a Kansas para um show no City Sprint Center. Mas nem todo mundo via graça nisso: a Igreja Batista de Westboro, conhecida por sua homofobia radical e por sua condenação a todo e qualquer apoio aos homossexuais, organizou um protesto contra a banda nas imediações do local onde se realizaria o concerto. Qual não foi a surpresa dos manifestantes quando o grupo de Dave Grohl passou pelo ato sobre a carroceria de uma caminhonete ao som de American idiot, de Green Day. Depois disso, parou o veículo e soltou Never gonna give you up, de Rick Astley, no volume máximo. E a festa começou.

Diante de cartazes exibidos pelos manifestantes dizendo “Prepare-se para comparecer diante de Deus” e “Deus odeia os pecadores orgulhosos”, Taylor Hawkins, baterista da banda, exibia um outro, em que se podia ler: “Vocês foram rickrolleados”. O que é rickrollear? Essa expressão surgiu como uma brincadeira na Internet, em que o usuário, clicando em um determinado link, era levado para a canção Never gonna give you up, de Rick Astley, em vez do “lugar” que imaginava. Um dos rickrolleios mais lendários foi em um site reunindo blogs políticos norte-americanos em que uma notícia que supostamente trazia um link para declarações racistas de Michelle Obama levava, na verdade, para a canção de Astley.

Segundos depois da chegada da caminhonete, dezenas de fãs se uniram à festa improvisada em torno do veículo. Não é a primeira vez que a banda faz esse tipo de boicote: em 2011, antes de um outro concerto dos Grohl, houve uma situação semelhante, embora, naquela ocasião, o grupo tenha preferido se fazer passar por uma banda sulista e tocar paródias diante dos manifestantes.

Aquela primeira contramanifestação foi vista mais de três milhões e meio de vezes. Esta da última sexta-feira teve ainda mais repercussão: a dança do Foo Fighters na caminhonete, que está no Youtube há apenas 48 horas, já foi vista quatro milhões de vezes.

Arquivado Em: