Moda

Para eles: barba arco-íris

Homens também sucumbem às modas mais arriscadas. A última: colorir cabelo e barba

Imagem de um ‘merman’ no Instagram.
Imagem de um ‘merman’ no Instagram.

Talvez não tenham lugar no imaginário popular, mas nos relatos míticos existem tanto as sereias como os sereios, criaturas masculinas com peitorais musculosos, barba e cauda de peixe. Como Tritão, o filho de Poseidon na mitologia grega. Ou como o pai da Ariel, no conto e no filme da Disney. Hoje a busca pela palavra merman (sereio, em inglês) no Instagram traz mais de 80.000 imagens. Não são fotos de homens disfarçados de peixes da cintura para baixo, mas de rapazes com a barba, o cabelo ou ambos, tingidos de azul turquesa e outras cores relacionadas ao mar. Como os retratos desse tipo não param de se multiplicar na Internet, a tendência deixou de ser uma moda para meia dúzia de audaciosos e está prestes a se tornar popular.

Mais informações

Quem diria, há 10 ou apenas cinco anos, que os homens acabariam sucumbindo às tendências. Mas é o que está acontecendo. Aprenderam a consumir e inventar modas. E muito rápido: segundo a Bloomberg, o consumo masculino de moda e beleza está muito longe do feminino, mas cresce duas vezes mais rápido há cinco anos.

Os merman respondem, ainda, a dois estilos em voga entre os homens. O primeiro, e majoritário, é o chamado hipsterismo e seu símbolo inabalável: a barba bem cuidada. E também seu seguinte nível: o coque despenteado, à Jared Leto, que hoje cumpre a mesma função icônica do topete de Beckham há 15 anos. O segundo, minoritário, surgiu há quatro anos e foi batizado de seapunk: que combina imaginário marinho, roupa esportiva, manga japonesa e cultura digital. Um coquetel explosivo a que sucumbiram Rihanna e Azelaia Banks e que influenciou Donatella Versace.

Para eles, quanto mais o hipster se diferenciar de seu entorno, melhor. E se puder usar barba, mas imitando uma criatura marinha (um merman), ganhará de goleada. Sem esquecer, além disso, que a moda feminina consiste em tingir o pelo das axilas. O futuro estético terá o melhor do punk e Disney.

Mais informações