Seleccione Edição
Login

Gmail permite cancelar o envio de emails

Após seis anos de testes, o Google oferece aos usuários um sistema para deter mensagens

Logotipo do Google na sede do buscador em Mountain View.
Logotipo do Google na sede do buscador em Mountain View. AP

Velázquez chegou a pintar mais de uma vez cavalos com oito patas ou até mais. São os famosos pentimenti, sobre os quais o pintor reconheceu no final de sua carreira que preferiria não ter pintado. Mas atualmente há coisas que podem ser recolhidas, e uma delas é o envio de e-mails, um sonho de muitos para apagar resultados de momentos de ira ou de confusão com os contatos da agenda.

Até agora, a margem de tempo para desfazer essa operação era mínimo. Mais precisamente, do momento em que o botão de envio era pressionado até a chegada ao destinatário. O Google, líder mundial de gestão de e-mails, graças ao Gmail, sempre esteve consciente do desejo de que fosse possível abortar a operação depois de enviada a mensagem. Por isso, há seis anos já oferecia como opção em teste a possibilidade de retardar o envio, embora o sistema não garantisse sua eficiência. Esse sistema se baseava num chapeuzinho amarelo sobre o símbolo do email, dando a opção de clicar nele quando se pretendia cancelar o envio.

O Google aperfeiçoou o método depois de seis anos, um período mais do que razoável para corrigir os erros, e agora permite que qualquer usuário de sua ferramenta possa impedir o envio de um email. Para ativá-lo, basta ir ao canto superior direito, em Configurações, e procurar Desfazer envio. Pode-se determinar entre 5, 10, 20 ou 30 segundos o tempo em que os e-mails ficam no limbo. Depois disso, não há volta atrás.

O aplicativo Inbox, uma versão atualizada do Gmail básico, também já permite dar marcha a ré.